Busca

Vatican News
Funcionário do governo segura uma placa pedindo às pessoas que mantenham o distanciamento social Funcionário do governo segura uma placa pedindo às pessoas que mantenham o distanciamento social  (AFP or licensors)

Colômbia: Igreja se adéqua às medidas restritivas impostas pelo governo

A Conferência Episcopal Colombiana convida os fiéis a respeitarem as medidas estabelecidas pelos líderes locais e os exorta a elevar orações contínuas e fervorosas a Deus para que possamos logo superar o momento difícil que estamos vivendo.

Vatican News

Diante da grave situação da pandemia e seguindo as diretrizes estabelecidas pelos Ministérios da Saúde e do Interior, a Conferência Episcopal Colombiana, através do diretor dos Departamentos de Doutrina e Promoção da Unidade e do Diálogo, pe. Jorge Enrique Bustamante Mora, convida os fiéis a respeitarem as medidas estabelecidas pelos líderes locais e os exorta a elevar orações contínuas e fervorosas a Deus, para que, com sua misericórdia, possamos logo superar o momento difícil que estamos vivendo.

Ouça e compartilhe

Segundo o site do episcopado, o sacerdote recorda que “cabe a cada bispo de sua respectiva jurisdição, de acordo com as medidas adotadas pelas autoridades locais, determinar os procedimentos a serem seguidos e proporcionar acompanhamento espiritual a toda a comunidade”.

Diante de tudo isso, o Primaz da Colômbia, dom Luis José Rueda Aparicio, arcebispo de Bogotá, num comunicado dirigido aos sacerdotes de sua jurisdição, deu instruções para fechar as igrejas em vista do crescente número de contágios, segundo as disposições emanadas pelo governo nacional e pelo gabinete do prefeito da capital do país.

As igrejas, fechadas de quinta-feira, 7 de janeiro à meia-noite, até terça-feira, 12 de janeiro às 4 da manhã, podem ser reabertas somente em lugares que não estejam sob quarentena rigorosa. Quanto aos funerais, explicou o prelado, estes podem continuar sendo celebrados de acordo com os protocolos de biossegurança já estabelecidos pela arquidiocese.

Dom Rueda Aparício convidou os sacerdotes a cuidarem de si e da saúde de todo o povo e a oferecerem seus cuidados pastorais e celebrações eucarísticas através dos meios digitais, “para que todos os fiéis se sintam acompanhados e fortalecidos espiritualmente durante este tempo de confinamento”.

Vatican News Service - AP/MJ

11 janeiro 2021, 13:13