Busca

Vatican News
“Como Igreja, não queremos nos esconder, mas sim ousar em fazer algo de novo para compartilhar o tesouro da fé com o maior número de pessoas possível." “Como Igreja, não queremos nos esconder, mas sim ousar em fazer algo de novo para compartilhar o tesouro da fé com o maior número de pessoas possível."  (AFP or licensors)

Com Ano Canisiano, Áustria celebra 500 anos de nascimento de São Pedro Canísio

Pedro Canísio testemunhou o auge da Reforma Protestante e dedicou muito do seu trabalho para o esclarecimento da fé católica à luz da emergência das novas doutrinas protestantes. Seus três catecismos, publicados em latim e alemão, foram amplamente distribuídos e eram muito populares nas regiões católicas. Ele foi beatificado pelo Papa Pio IX em 1864 e canonizado e declarado um Doutor da Igreja em 21 de maio de 1925 pelo Papa Pio XI.

Lisa Zengarini – Vatican News

Ouça e compartilhe!

Em 8 de maio de 2021 é festejado o quinto centenário do nascimento de São Pedro Canísio, sacerdote da Companhia de Jesus, Doutor da Igreja e uma figura importante da Reforma Católica no século XVI.

Holandês de nascimento, foi o primeiro Jesuíta da Província Alemã e Superior Provincial da mesma, o que lhe permitiu fundar o Colégio Jesuíta de Innsbruck. E é precisamente ali, na capital do Tirol austríaco que tem por patrono São Pedro Canísio, que as comemorações do quinto centenário terão início oficialmente em 10 de janeiro. Dom Hermann Glettler inaugurará o Ano Canisiano com uma Missa transmitida pela rádio nacional.

Não será um ano de grandes acontecimentos - explica o site da diocese de Innsbruck - mas de “500 fogos do coração”, de pequenos testemunhos de fé e de caridade que todos os fiéis são convidados a realizar nos ambientes onde vivem.

Uma ocasião, portanto, de colocar em prática o exemplo de Pedro Canísio, Santo que acreditou "com o coração", mas também um homem de ação e uma testemunha ativa da fé, em particular no campo da educação, como atestam seus importantes escritos, e a fundação de muitos centros educacionais jesuítas nas regiões alemãs em tempos particularmente difíceis, como os da Reforma Protestante.

“Ainda hoje - sublinha o comunicado – há necessidade de um novo impulso e uma nova dinâmica para transmitir a fé”. A diocese se propõe, portanto, a "promover iniciativas que representem a diversidade e a vivacidade da vida da Igreja, para que tenham um efeito duradouro e apoiem as pessoas nos desafios da vida cotidiana, para apoiar projetos que ultrapassem os horizontes da Igreja" e de desenvolver novas iniciativas, mas também aprimorar as já existentes.

“Como Igreja, não queremos nos esconder, mas sim ousar em fazer algo de novo para compartilhar o tesouro da fé com o maior número de pessoas possível. Fazemos isso com vontade de aprender uns com os outros”, explicou Dom Glettler.

Canonizado em 1925 por Pio XI, que o proclamou Doutor da Igreja, São Pedro Canísio foi um dos maiores Santos da Contra-Reforma. Nascido em Nijmegen em 1521 em uma família de posses, entrou na Companhia em 1543 e participou como perito no Concílio de Trento.  É famosa a sua "Summa in usum Christianae pueritiae" de 1555 (também conhecida como "Cathechismus Ferdinandi"), cuja importância é evidenciada pelas numerosas edições que decorreram em pouco mais de um século. Ele dedicou a última parte de sua vida à pregação e a escrever suas últimas obras em Friburgo, Suíça, onde se aposentou em 1580 e morreu em 1597.

Vatican News Service - LZ

05 janeiro 2021, 12:24