Busca

Vatican News
Palestino caminha com duas árvores de Natal nas proximidades da Porta de Jafa, Cidade Velha de Jerusalém Palestino caminha com duas árvores de Natal nas proximidades da Porta de Jafa, Cidade Velha de Jerusalém  (AFP or licensors)

Ordinários católicos condenam incêndio de árvores de Natal na Galileia

Lideranças religiosas religiosas pedem a ação das autoridades competentes "para preservar a paz civil e a segurança entre os cidadãos";

Vatican News

Duas árvores de Natal foram incendiadas na noite de 25 de dezembro e na madrugada do dia 26 em frente à igreja católica-melquita e à igreja greco-ortodoxa de Sakhnin, uma cidade da Galileia.

O gesto foi duramente condenado pela Assembleia dos Ordinários Católicos da Terra Santa, que em nota afirma que “os autores dos atos agiram de forma intencional e premeditada. Visando um símbolo da tradição religiosa cristã, quiseram atacar não somente os cristãos, mas toda a sociedade”.

Os Ordinários pedem "aos serviços de segurança que tratem estes dois fatos como episódios de sabotagem intencional e de realizarem todos os esforços possíveis para prender os autores e levá-los à justiça o mais rápido possível";

“Não permitiremos - afirmam os Ordinários - que a atmosfera do Natal seja perturbada, nem que as boas relações entre pessoas de todas as origens religiosas sejam prejudicadas. Que autoridades competentes enfrentem este fenômeno para preservar a paz civil e a segurança entre os cidadãos”.

Com Agência Sir

27 dezembro 2020, 07:01