Busca

Vatican News
Capela da Reconciliação na Comunidade de Taizé (foto de arquivo) Capela da Reconciliação na Comunidade de Taizé (foto de arquivo) 

A mensagem dos líderes religiosos aos jovens de Taizé

Aos jovens participantes do anual Encontro Internacional de Oração, o encorajamento dos líderes das Igrejas Cristãs para que sejam portadores de alegria para vencer a tristeza da pandemia.

Francesca Sabatinelli – Vatican News

Ouça e compartilhe!

A todos os jovens, mas sobretudo àqueles que de 27 de dezembro a 1° de janeiro estarão reunidos online para o 43º Encontro Internacional de Oração animado pela Comunidade de Taizé, os votos são para que estejam no mundo, neste momento de crise sanitária, sendo "Mensageiros de consolação e alegria" para derrotar medos e incertezas. Mensagens neste sentido são assinadas por líderes de Igrejas Cristãs, como o Patriarca de Constantinopla, Bartolomeu I, o Patriarca de Moscou Kirill, o Arcebispo de Cantuária Justin Welby e o Pastor Christian Krieger, presidente do Conferência das Igrejas Européias (Kek).

A oração de Bartolomeu I

 

“O ano de 2020 que está chegando ao fim - escreve Bartolomeu I - trouxe consigo incertezas, sofrimento e tristeza. No alvorecer de 2021 vemos finalmente o vislumbre de uma luz, pequena e frágil, uma saída da crise que teremos de esperar pacientemente”.

 

Tais crises, sobretudo quando assim globais, “revelam a fragilidade da nossa humanidade e a nossa profunda dependência do amor de Deus que nunca deixa de nos abraçar, mesmo quando deixamos de acreditar nele”. O Patriarca, neste sentido, dirige a sua oração para que o Senhor estenda "a sua mão benevolente ao nosso planeta e a todos os seus habitantes, para nos libertar o mais rapidamente possível desta prova".

Kirill, a pandemia pede um exame de consciência

 

Diante do interrogativo de como é possível continuar a ter esperança diante da situação provocada pela pandemia, o Patriarca Kirill pede um exame de consciência. “A esperança cristã - escreve ele - surge diretamente de uma entrega total de si mesmo, da própria vida e do trabalho nas mãos de Deus; somente então perceberemos que sua luz não se enfraquecerá nas trevas deste mundo”.

O convite de Justin Welby

 

“Não tenham medo”, é a exortação do Arcebispo de Cantuária Justin Welby , que diante do “medo da doença e da morte, ou pelo nosso futuro e bem-estar”, pede-nos que recordemos “a mensagem de anjo: uma mensagem de conforto e alegria: 'Não tenhais medo'”. Disto o convite aos jovens para que também eles, neste tempo de incerteza, se tornem "todos os mensageiros de consolação e de alegria para aqueles que estão cheios de medo ou cuja esperança se desvanece".

Krieger, cristãos portadores de confiança e esperança

 

Diante dos atuais desafios, da crise sanitária à emergência climática, da tragédia dos migrantes à necessidade de encontrar "uma resposta humana para os nossos irmãos e irmãs que se afogam no Mar Mediterrâneo", os cristãos, explica o pastor Krieger, "têm a vocação de ser portadores de confiança e testemunhas de esperança”.

“Ninguém se salva sozinho”, saudação de Ursula von der Leyen

 

Os jovens de Taizé também receberam as saudações da Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen que, recordando a invocação do Papa "Ninguém se salva sozinho", escreve como todos precisamos uns dos outros" para por fim à pandemia, para construir uma economia mais verde e mais justa, para por um fim na destruição da Criação”.

“Numa época de tão grandes desafios para a Europa e o mundo - escreve a Presidente da Comissão Europeia - seria fácil cair no desespero. Mas, como nos recordou o irmão Alois (prior da Comunidade de Taizé), os sinais de esperança vêm de todos os cantos da terra. Um número incontável de homens e mulheres dedicou seu tempo e até arriscou suas vidas para ajudar os idosos, os doentes, os solitários. Jovens de todas as nacionalidades se mobilizaram pelo nosso planeta. E aqui na Europa, decidimos unir forças para apoiar os países que foram mais afetados pela pandemia. Este ano de sofrimento tornou-se um ano de solidariedade”.

27 dezembro 2020, 07:46