Busca

Vatican News
Fiéis que frequentam a igreja em meio à pandemia na Polônia Fiéis que frequentam a igreja em meio à pandemia na Polônia 

Bispos da Polônia: o convite aos padres para aumentar o número de missas e ter mais fiéis na igreja

O apelo da Conferência Episcopal da Polônia para o período do Advento, sempre respeitando as regras impostas pela pandemia, foi reforçado pelo porta-voz do Episcopado, Padre Leszek Gęsiak, para que também aconteça às festividades de Natal: sacerdotes são convidados a "um maior zelo pastoral" que pode ser aplicado "para criar - se possível - as condições certas para a participação dos fiéis na Eucaristia na igreja, por exemplo, aumentando o número de missas".

Andressa Collet - Vatican News

O porta-voz da Conferência Episcopal Polonesa, Padre Leszek Gęsiak, como informa o site oficial do Episcopado, ressalta que participar da Santa Missa, transmitida pelas mídias sociais, pelo rádio e TV, não é o mesmo que participar da Eucaristia na igreja. De fato, a internet ou a televisão não permitem "a plena participação ao sacrifício de Cristo, porque não se tem a possibilidade de receber os sacramentos", observou ele.

A dispensa dos dias de preceito se aplica a todos os fiéis, "no entanto, aproveitá-la é um privilégio, não uma obrigação", disse o sacerdote, "e deveria ser usada após uma cuidadosa consideração”. O porta-voz acrescentou então que "a razão pela qual as dispensas foram anunciadas são as regulamentações sanitárias e epidemiológicas em vigor, que limitam significativamente o número de pessoas autorizadas a participar das atividades religiosas".

O padre lembrou ainda o apelo da Conferência Episcopal Polonesa para o Advento, no qual os bispos convidaram os sacerdotes a "um maior zelo pastoral" no acompanhamento dos fiéis em seus desafios diários. O porta-voz dos bispos, então, concluiu:

“Este convite também pode ser aplicado às festividades de Natal para criar - se possível - as condições certas para a participação dos fiéis na Eucaristia na igreja, por exemplo, aumentando o número de missas.”

Vatican News Service - AP

04 dezembro 2020, 16:01