Busca

Vatican News
2019.02.25 crocefisso

Polônia. Inicia a fase diocesana para a beatificação da irmã Wanda Boniszewska

Foi dado início ao processo de beatificação da mística estigmatizada irmã Wanda Boniszewska da Congregação das Irmãs dos Anjos na arquidiocese de Varsóvia, na Polônia 17 anos após a sua morte

Vatican News

Na segunda-feira (09) foi aberta na capela dos Arcebispos de Varsóvia, na Polônia, a fase diocesana do processo de beatificação da Irmã Wanda Boniszewska (1907-2003), mística estigmatizada da Congregação das Irmãs dos Anjos. Durante a primeira sessão o Cardeal Kazimierz Nycz jurou perante o Tribunal que continuaria o processo sobre a vida, as virtudes e a fama de santidade da Serva de Deus na fase diocesana. O processo, que começou 17 anos após a morte da religiosa, a pedido da Congregação das Irmãs dos Anjos, será conduzido pela Arquidiocese de Varsóvia, onde faleceu a candidata ao altar.

Ouça e compartilhe!

Um heroísmo possível

O delegado do Metropolitano de Varsóvia junto ao Tribunal será o Padre Jacek Wiliński; o promotor de justiça, Padre Michał Turkowski; o notário apostólico, Padre Bartłomiej Pergoł; e a notária apostólica auxiliar será Irmã Aleksandra Więcek CSA. Enquanto que o postulador será o advogado Padre Michał Siennicki SAC.

"O processo que estamos começando hoje visa mostrar que o heroísmo é possível mesmo nas circunstâncias mais difíceis da vida", afirmaram os sacerdotes durante esta primeira sessão, contando que "Wanda Boniszewska, apesar de sua sentença injusta a anos de prisão soviética, permaneceu heroicamente diante de Cristo, testemunhando-O e carregando Suas feridas em seu corpo".  Suas memórias assim como suas visões místicas foram escrupulosamente anotadas em seu diário que ela começou a escrever em 1935. Nele, Wanda registra sua permanência na prisão soviética entre os anos 1950-1956 descreve os interrogatórios violentos e o bullying a que foi submetida.

A religiosa foi escolhida por Cristo para expiar os pecados dos outros, especialmente de sacerdotes e pessoas consagradas, em sua vida de grande sofrimento, marcada pelo aparecimento dos estigmas. A Irmã Wanda Boniszewska morreu em odor da santidade em 2 de março de 2003, aos 96 anos de idade, em Konstancin-Jeziorna, após 76 anos de vida religiosa, mostrando ao mundo o extraordinário valor da vida mística e da espiritualidade apaixonada.

10 novembro 2020, 11:31