Busca

Vatican News

Diretor de Missio Áustria: diante do terrorismo, nossa resposta é o amor

“Precisamos da perspectiva e da união com Jesus Cristo para evitar cair na armadilha de responder ao ódio com o ódio. A nossa resposta é o amor que Jesus Cristo exemplificou no mais alto grau. Morreu para nos dar a vida eterna!”, destaca padre Wallner. “Desde o nosso início, há quase 200 anos, tem sido nossa tarefa oferecer uma ajuda concreta às pessoas mais pobres dos países do sul do mundo. Ao mesmo tempo, queremos trabalhar por uma rede global de amor e oração, que faz parte do nosso carisma original”, acrescenta

Vatican News

Ouça e compartilhe

O diretor nacional de Missio Áustria – que é a direção nacional das Pontifícias Obras Missionárias (POM) austríacas –, padre Karl Wallner, condena de modo veemente os ataques islamistas radicais ocorridos no centro de Viena na noite de 2 de novembro.

“Na Europa temos de enfrentar a raiz deste problema, ou seja, o fanatismo religioso. O islamismo e o Islã radical não devem estar no centro da cena. Devemos fazer todo o possível para combater este fenômeno”, ressalta padre Wallner falando à agência missionária Fides.

Evitar cair na armadilha de responder ao ódio com o ódio

A reação mais importante ao ódio dos extremistas – explica – é uma abordagem profundamente cristã: “Nós de Missio Áustria rezamos por todas as vítimas e por todos aqueles que estão perplexos, aflitos ou assustados. Queremos estar perto das pessoas agora! A nossa fé cristã diz-nos qual é a resposta mais eficaz a este ódio islamista: deve ser o amor!”

“Precisamos da perspectiva e da união com Jesus Cristo para evitar cair na armadilha de responder ao ódio com o ódio. A nossa resposta é o amor que Jesus Cristo exemplificou no mais alto grau. Morreu para nos dar a vida eterna!”, destaca.

Solidariedade recebida de todas as partes do mundo

Padre Karl Wallner usa duas palavras, “curativa e poderosa”, para descrever a solidariedade mundial que tem experimentado nestes dias.

“Nós, as Pontifícias Obras Missionárias, somos uma rede mundial. Quase todos os minutos recebo chamadas e mensagens do mundo inteiro, dos nossos parceiros de projetos, sacerdotes, freiras, missionários, leigos e, claro, dos outros diretores nacionais de Missio.”

Atuação por uma rede global de amor e oração

“O presidente das Pontifícias Obras Missionárias, o arcebispo dom Giampietro Dal Toso, chamou-me e expressou a sua solidariedade”, continua o diretor nacional de Missio Áustria. Padre Wallner ressalta que tudo isto lhe recorda o principal objetivo da Missio Áustria:

“Desde o nosso início, há quase 200 anos, tem sido nossa tarefa oferecer uma ajuda concreta às pessoas mais pobres dos países do sul do mundo. Ao mesmo tempo, queremos trabalhar por uma rede global de amor e oração, que faz parte do nosso carisma original.”

(Fides)

10 novembro 2020, 15:25