Busca

Vatican News
Fiéis em oração na Nigéria Fiéis em oração na Nigéria 

Nigéria. Após 29 anos, a diocese de Nsukka tem uma nova Catedral

A igreja é dedicada a Santa Teresa e no dia 19 de novembro, a cerimônia de dedicação foi presidida pelo bispo local, dom Godfrey Onah.

Isabella Piro – Vatican News

Intitulada a Santa Teresa e com uma capacidade de 5.500 lugares, no último dia 19 de novembro realizou-se cerimônia de dedicação da nova Catedral da diocese de Nsukka presidida pelo bispo local, dom Godfrey Onah que, na sua homilia, recordou: "esta Catedral é o resultado do esforço não de uma única pessoa, mas de toda uma comunidade, porque a Igreja é uma família e muitas pessoas estiveram envolvidas neste projeto", especificando que não se tratou somente de "cristãos, como os anglicanos, mas também de não cristãos e fiéis de outras religiões, como os muçulmanos".

Vinte e nove anos de trabalho

Recordando os muitos financiadores da construção, dom Godfrey Onah citou o exemplo de um grupo em particular, o "Clube 250", cujos membros "decidiram desistir de uma garrafa de cerveja todas as semanas e oferecer o custo equivalente para a Catedral". O prelado sublinhou então como a obra foi desejada e iniciada em 1991 pelo seu predecessor à frente da diocese, dom Francis Emmanuel Okobo, que "ousou sonhar grande e que trabalhou de forma incansável e desinteressada". O prelado, agora emérito, participou na Missa da dedicação e, em particular, no rito da unção do altar.

Morada do Senhor

O presidente da Conferência Episcopal local, arcebispo Augustine Obiora Akubeze, enviou uma mensagem para felicitar todos os fiéis de Nsukka, definindo a Catedral "um edifício de grande esplendor" e "um grande monumento da fé em Deus". "A Catedral é a casa do Senhor - concluiu o presidente dos bispos nigerianos - que nenhuma oração aqui apresentada fique sem ser ouvida".

Lugar de oração se a fé permanecer

A cerimônia contou também com a presença do Núncio Apostólico na Nigéria, arcebispo Antonio Guido Filipazzi, que recordou aos presentes que a Catedral permanecerá um "lugar de oração somente se continuarmos a viver na fé". "Em alguns países não há mais catedrais para construir porque não há mais fiéis, não há mais padres, não há mais fé", disse, reiterando que "esta é uma situação que a Nigéria deve evitar". Então os votos do núncio de que o novo local de culto mantenha vivo, nos fiéis, "o compromisso com a vida cristã".

 

23 novembro 2020, 09:51