Busca

Vatican News
Crucifixo Crucifixo 

O Papa: cardeal Chiriboga, uma vida ao serviço de Deus

Telegrama do Papa pela morte do cardeal Dom Raúl Eduardo Vela Chiriboga, 86 anos. Arcebispo Emérito de Quito, nomeado cardeal em 2010 pelo Papa Bento XVI, faleceu no domingo, 15 de novembro. Em 2013 participou do Conclave que elegeu o Papa Francisco

Vatican News

No domingo, dia 15 de novembro, faleceu o Cardeal Raúl Eduardo Vela Chiriboga, Arcebispo Emérito de Quito. Dom Chiriboga tinha 86 anos de idade e, portanto, não era eleitor. A notícia foi dada pela Conferência Episcopal do Equador, pedindo orações em sufrágio pela sua alma e citando uma passagem do Evangelho de Mateus sobre o "servo bom e fiel do Senhor" (25, 23). O funeral do falecido Cardeal Arcebispo será realizado na terça-feira, 17 de novembro, às 10h, na Catedral Metropolitana de Quito.

Telegrama do Papa

Na terça-feira (17), o Papa Francisco enviou um telegrama ao arcebispo de Quito, Dom Alfredo José Espinoza Mateus,  expressando seus sentimentos de pesar e proximidade aos familiares. O Pontífice recordou que o cardeal foi “um abnegado pastor que durante anos com fidelidade entregou sua vida ao serviço de Deus e da Igreja” e pede o “descanso eterno da sua alma”, enviando suas bênçãos à toda a comunidade eclesial.

Biografia

Nascido em Riobamba em 1º de janeiro de 1934, quinto de nove filhos, depois de se formar no Colégio Salesiano de sua cidade natal, em 1951 entrou no Seminário Maior de Quito, e mais tarde aprofundou sua formação teológica, pastoral e litúrgica também fora do Equador, em particular em Bogotá, Madri e Buenos Aires.

Ordenado sacerdote em 28 de julho de 1957 e final dos anos 60 se tornou diretor da Cáritas de Riobamba, colaborou com o serviço pastoral dos povos indígenas e fundou a escola Fátima para a educação dos jovens. Em 1968 foi nomeado subsecretário da Conferência Episcopal do Equador; dois anos mais tarde, tornou-se seu secretário geral.

Tornou-se bispo auxiliar de Guayaquil em 20 de abril de 1972, e em abril de 1975 tornou-se bispo de Azogues. Em fevereiro de 1979, participou como delegado da Igreja do Equador na Terceira Conferência Geral do Episcopado Latino-americano, realizada em Puebla de los Angeles, enquanto de 1981 a 1988 foi membro do Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM).

Em março de 2003 foi nomeado Arcebispo de Quito  e em 11 de setembro de 2010, aos 76 anos de idade, ele apresentou a renúncia do governo pastoral da Arquidiocese de Quito. Em 20 de novembro do mesmo ano o Papa Bento XVI o criou Cardeal, com o título de Santa Maria in Via. Em 2013, participou do Conclave que elegeu o Papa Francisco.

Cardeais

Com a morte em 15 de novembro do Cardeal Raúl Eduardo Vela Chiriboga (Equador), não-eleitor, o Colégio dos Cardeais fica constituído da seguinte forma: 217 cardeais dos quais 119 eleitores e 98 não-eleitores. Com o desaparecimento do Cardeal Vela Chiriboga entre os países representados no Colégio dos Cardeais, o Equador não figura mais. Atualmente, há 87 países representados.

16 novembro 2020, 09:23