Busca

Vatican News

"É tempo de ouvir o povo e agir pensando no Peru": apelo dos bispos

“É tempo de renunciar aos interesses pessoais ou de grupo a fim de promover a reativação econômica e construir caminhos de solidariedade, fraternidade e desenvolvimento integral. É tempo de ouvir o povo e agir pensando no Peru”, escrevem os bispos num apelo em meio à forte tensão política no país após o Congresso peruano ter destituído o presidente Martín Vizcarra. Os prelados convidam a um Dia de oração pela paz, a solidariedade e a fraternidade

Vatican News

Ouça e compartilhe

“Urge continuar e promover a luta contra todas as faces da corrupção que revelou um câncer social que deve ser curado para sempre; por conseguinte, não devemos parar. O esforço e a responsabilidade das autoridades devem reafirmar esta luta para alcançar um Peru mais transparente e justo.”

Com estas palavras, a Conferência Episcopal Peruana (CEP) apela ao povo e às autoridades peruanas para que continuem o programa político e sigam o calendário das próximas eleições presidenciais previstas para 2021, depois de o Congresso peruano ter destituído o presidente Martín Vizcarra.

Três presidentes em menos de quatro anos

A tensão política é forte no país, onde em menos de quatro anos já passaram 3 presidentes, e a pandemia do coronavírus registou 925.000 casos com 35.000 vítimas.

“O Peru precisa do esforço de cada um de nós para se consolidar como nação: o Estado de direito, a independência dos poderes, a justiça, a legalidade, a liberdade, o governo e a institucionalidade democrática, valores sem os quais a construção de uma sociedade é enfraquecida ou destruída.”

Dar prioridade à emergência sanitária, econômica e social

“É portanto necessário assegurar, como mencionado, a realização de eleições gerais no próximo mês de abril, bem como a transferência da autoridade governamental em julho de 2021”, lê-se no documento da Conferência Episcopal Peruana enviado à Fides, agência missionária da Congregação para a Evangelização dos Povos.

“Neste contexto atual, devemos reforçar e dar prioridade à atenção à emergência sanitária, econômica e social que atravessa o nosso país; por esta razão, apelamos aos governadores e à classe política para que promovam um trabalho decente, uma saúde e uma educação de qualidade para todos, especialmente para os pobres e os mais vulneráveis”, ressaltam os prelados em seu apelo.

Um Dia de oração pela paz, solidariedade e fraternidade

“É tempo de renunciar aos interesses pessoais ou de grupo a fim de promover a reativação econômica e construir caminhos de solidariedade, fraternidade e desenvolvimento integral. É tempo de ouvir o povo e agir pensando no Peru”, escrevem os bispos.

O texto conclui-se com um convite para um Dia de oração pela paz, a solidariedade e a fraternidade em cada jurisdição eclesiástica, sob a orientação de cada bispo responsável.

(Fides)

12 novembro 2020, 12:34