Busca

Vatican News
Igreja Nossa Senhora da Candelária em Caracas, onde estão os restos mortais do Dr. José Gregório Igreja Nossa Senhora da Candelária em Caracas, onde estão os restos mortais do Dr. José Gregório  (AFP or licensors)

Venezuela: em vista da beatificação, restos mortais do "doutor dos pobres" serão reexumados

A Santa Sé reconheceu o milagre atribuído à intercessão do Dr. José Gregório em abril deste ano, e em 19 de junho o Santo Padre autorizou a Congregação das Causas dos Santos a prosseguir com a beatificação.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

Nesta segunda-feira, 26 de outubro, terá início o processo de exumação dos restos mortais do Doutor José Gregório Hernández Cisneros, conhecido como "o médico dos pobres".

Nascido em Isnotú em 26 de outubro de 1864, o médico venezuelano dedicou sua vida ao serviço dos mais pobres e de todos os que dele tinham necessidade. Foi um grande profissional médico, cientista, pensador e acima de tudo um fervoroso crente em Deus.

Segundo a nota enviada à Agência Fides pela Conferência Episcopal Venezuelana (CEV), a primeira exumação foi realizada em 23 de outubro de 1975, e seus restos mortais foram transferidos do Cemitério Geral Sul para a Igreja Nossa Senhora da Candelária, na Arquidiocese de Caracas. 45 anos após este acontecimento histórico, a nova exumação é realizada devido à proximidade da sua beatificação.

 

A primeira exumação dos restos mortais do Doutor José Gregorio Hernández, em 1975, tendo sido já iniciada a sua causa de beatificação, realizou-se devido ao enorme número de pessoas que, devido à grande devoção que suscitava o Doutor dos Pobres, visitavam frequentemente o seu túmulo no Cemitério Geral, gerando problemas de segurança e ordem pública. Certa vez, por exemplo, o grande número de velas acesas em seu túmulo causou um incêndio que danificou a lápide. Assim, seus restos mortais foram transferidos para a Igreja Nossa Senhora da Candelária, na Arquidiocese de Caracas, onde atualmente se encontram.

Em 29 de junho de 1919, o Dr. Hernandez entrou em uma farmácia de Caracas para comprar remédios para um paciente idoso que ele havia visitado pouco antes. Assim que saiu do local, foi atropelado por um dos poucos carros em circulação na época. Transportado para o hospital, recebeu a Unção dos Enfermos e faleceu pouco depois.

Até o momento, parece ser um dos poucos candidatos aos altares a ter sido vítima de um acidente de carro. O rito de beatificação está previsto para o primeiro trimestre do ano de 2021.

Agência Fides - CE

26 outubro 2020, 10:24