Busca

Vatican News

Ucrânia. Shevchuk: “Fortalecer as redes de assistência paroquial”

“Dar de comer aos pobres” é o slogan escolhido pela Igreja greco-católica ucraniana para a campanha de solidariedade em apoio às pessoas que sofrem por causa da pandemia de coronavírus.

Vatican News                                          

A Igreja greco-católica ucraniana promove uma coleta de alimentos no domingo, 15 de novembro, 4º Dia Mundial dos Pobres. Durante um recente encontro on-line com os sacerdotes da Arquieparquia de Kiev-Halyč, o arcebispo-mor da Igreja greco-católica ucraniana, Sua Beatitude Sviatoslav Shevchuk, disse que esta é “uma iniciativa que precisa de continuidade. Não deve ser um episódio isolado, mas uma ocasião para relançar e apoiar o serviço de assistência aos mais necessitados, especialmente nas paróquias”.

Ouça e compartilhe

Segundo o diretor da Caritas local, pe. Volodymyr Chorniy, responsável pelo serviço social da Arquieparquia de Ivano-Frankivsk, “a iniciativa é oportuna, especialmente neste momento”. “A Covid impediu muitos restaurantes de trabalhar e por isso eles fecharam. São os mesmos trabalhadores do setor que doavam alimentos para as nossas cantinas”, frisou o sacerdote.

Conflito, Covid e condições climáticas adversas

O diretor da Caritas acrescentou que “as condições climáticas adversas, a seca no leste e as inundações no oeste da Ucrânia puseram a agricultura de joelhos e muitos agricultores perderam suas colheitas, sua principal fonte de subsistência”. Além disso, há seis anos o país vive uma situação de conflito e o número de deslocados internos é cada vez maior. “Pensamos com grande preocupação como os setores mais frágeis da população conseguirão enfrentar o inverno”, disse ainda pe. Volodymyr. O sacerdote deu detalhes sobre o trabalho da Caritas em Ivano-Frankivsk: “Antes da pandemia, 120 pessoas por dia vinham à nossa cantina. Hoje, atingimos uma média de 230-260. Desse número, muitos são novos desempregados”.

26 outubro 2020, 10:07