Busca

Vatican News

Pe. Raimundo Rocha: a missão além fronteiras nos preenche e nos faz feliz

“Eis-me aqui, envia-me” é o tema deste ano do Dia Mundial das Missões, celebrado no domingo, 18 de outubro. No vídeo, o testemunho do missionário comboniano brasileiro pe. Raimundo Rocha dos Santos.

Vatican News

A Igreja celebrou no domingo, 18 de outubro, o Dia Mundial das Missões que este ano teve como tema: “Eis-me aqui, envia-me”.

Comemorado no terceiro domingo de outubro, mês das Missões, o dia foi instituído pelo Papa Pio XI, em 1926: um dia de oração pela evangelização dos povos, cujo objetivo é incentivar a cooperação missionária no mundo e a contribuição dos missionários.

No Angelus do Dia Mundial das Missões, o Papa proferiu as seguintes palavras:

“Eis-me aqui, envia-me! Tecelões de fraternidade. Essa é uma palavra bonita “tecelões”. Cada cristão é chamado a ser um tecelão de fraternidade. De maneira especial, assim são os missionários e missionárias - sacerdotes, leigos, homens e mulheres consagrados - que semeiam o Evangelho no grande campo do mundo. Rezemos por eles e ofereçamos-lhe o nosso apoio concreto.”

Neste mês dedicado às missões, propomos o testemunho de um missionário comboniano brasileiro que trabalhou vários anos no Sudão do Sul, país mais jovem do mundo, situado na região central da África. Pe. Raimundo Rocha dos Santos natural de Balsas (MA) é entrevistado no vídeo pelo provincial dos missionários combonianos no Brasil, pe. Dario Bossi. Pe. Raimundo agora trabalha em São Luís do Maranhão.

Veja o testemunho do missionário comboniano

 

26 outubro 2020, 14:42