Busca

Vatican News
Padre Jerzy Popiełuszko Padre Jerzy Popiełuszko 

Polônia. 36º aniversário do martírio do beato Jerzy Popiełuszko

Em 19 de outubro de 1984, poucas horas após celebrar sua última missa, o Padre Popiełuszko foi sequestrado e torturado até a morte. Em suas homilias lançava apelos em favor da proteção dos direitos humanos e da justiça. Estão sendo coletados outros testemunhos para a sua causa de canonização

Vatican News

Com uma missa solene, celebrada às 18h na Igreja de Santo Estanislau Kostka em Varsóvia, a Polônia comemora hoje o martírio do Padre Jerzy Popiełuszko, no 36º aniversário de sua morte. O sacerdote morreu assassinado pelos serviços secretos do governo da então República Popular da Polônia, liderados pelo General Wojciech Jaruzelski. A celebração será presidida pelo bispo auxiliar de Varsóvia, Dom Piotr Jarecki. Devido à pandemia da Covid-19, a cerimônia comemorativa contará com a presença de poucas pessoas, principalmente familiares e amigos do sacerdote que foi assassinado aos 37 anos de idade. Também estarão presentes representantes do Estado, e a missa será transmitida ao vivo pelo rádio e televisão e internet.

Ouça e compartilhe!

Testemunhos para causa de canonização

Para a ocasião, o Museu "Padre Jerzy Popiełuszko", que se encontra na mesma igreja, criou um site onde é possível ver vários filmes com memórias e testemunhos da vida do religioso. Atualmente estão sendo coletados outros testemunhos para a sua causa de canonização.

Nascido em 1947 em Okopy, Padre Jerzy foi ordenado sacerdote em 1972. Em 1980, tornou-se capelão do sindicato autônomo Solidarność (Solidariedade) e em suas homilias lançava apelos em favor da proteção dos direitos humanos e da justiça, em defesa da liberdade religiosa e de opinião, opondo-se assim ao regime.

Visita de São João Paulo II

Em 19 de outubro de 1984, poucas horas após celebrar sua última missa, o Padre Popiełuszko foi sequestrado por funcionários do governo da época, torturado e espancado até a morte. Seu corpo massacrado foi encontrado em 30 de outubro, nas águas do rio Vístula. Quase um milhão de pessoas compareceram ao seu funeral e ao longo dos anos seu túmulo na igreja de Santo Estanislau Kostka foi visitado por mais de 20 milhões de fiéis, incluindo São João Paulo II, que foi rezar em seu túmulo em junho de 1987.

Em 6 de junho de 2010, sob o Pontificado de Bento XVI, o Padre Popiełuszko foi beatificado, enquanto que em 2014 a Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos declarou-o padroeiro do Sindicato Solidariedade (Solidarność).

(Vatican News Service – IP)

19 outubro 2020, 15:13