Busca

Vatican News
Cristãos são 2% da população do país asiático Cristãos são 2% da população do país asiático  (AFP or licensors)

No Laos, quatro cristãos são presos por participarem de funeral

.

Vatican News

Estão na prisão há 4 meses os quatro homens cristãos que, por terem participado de um funeral cristão, foram acusados ​​por autoridades locais de violar os costumes e tradições locais, relata a UCA News.

Os quatro cristãos foram presos no início de julho, na Província de Khammouane, depois de terem ido a um povoado para participar dos funerais de um fiel falecido. As autoridades provinciais consideraram que a cerimônia cristã ia contra os costumes locais e prenderam os quatro visitantes, que agora permanecem na prisão enquanto aguardam a decisão das autoridades.

 

Neste meio tempo, as esposas e filhos de cristãos presos enfrentaram grandes dificuldades devido à "perda de renda e incerteza sobre o destino dos quatro homens", relatou The Voice of the Martyrs, um grupo internacional sem fins lucrativos, cuja missão é defender os direitos dos cristãos perseguidos no mundo.

Metade dos cristãos na nação comunista são católicos e muitos pertencem a minorias étnicas que foram convertidas ao cristianismo por missionários europeus e estadunidenses antes que o movimento guerrilheiro comunista Pathet Lao assumisse o poder em 1975, após a Guerra do Vietnã.

O cristianismo foi amplamente descrito por oficiais locais e pela mídia como uma religião estrangeira em uma nação cuja população é predominantemente budista e animista.

Os cristãos representam cerca de 2 por cento dos 7 milhões de cidadãos do Laos e, como minoria religiosa, enfrentam rotineiramente várias formas de discriminação, incluindo abuso e incômodos judiciais.

Vatican News Service - AP

27 outubro 2020, 14:02