Busca

Vatican News
Em imagem de arquivo, o Papa na Irlanda, para o IX Encontro Mundial das Famílias de 2018 Em imagem de arquivo, o Papa na Irlanda, para o IX Encontro Mundial das Famílias de 2018  (Vatican Media)

Comunidade solidária: assembleia dos bispos europeus no caminho indicado pelo Papa

Termina nesta quinta-feira (29) a plenária de aniversário de 40 anos da Comissão das Conferências Episcopais da Comunidade Europeia, a Comece, em modalidade virtual. A reunião está sendo conduzida pela reflexão das palavras do Papa Francisco para uma Europa que percorra “o caminho da fraternidade”, que também é um “caminho de solidariedade”.

Andressa Collet - Vatican News

À luz da recente mensagem do Papa Francisco para a Europa, termina nesta quinta-feira (29) a assembleia plenária de aniversário de 40 anos da Comissão das Conferências Episcopais da Comunidade Europeia, a Comece. Devido à pandemia de Covid-19, o evento está sendo realizado exclusivamente em modalidade virtual e conta com a participação do cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano. E foi justamente ao purpurado que o Papa Francisco enviou a carta, datada de 22 de outubro, na qual dizia:

“Sonho uma Europa que seja uma família e uma comunidade, uma Europa amiga da pessoa e das pessoas, uma Europa solidária e generosa. Europa, volta a encontrar-te! Sê tu mesma.”

O caminho da fraternidade

Os trabalhos da assembleia, portanto, começaram dessa exortação do Pontífice para "redescobrir o caminho de fraternidade que inspirou e guiou os fundadores da Europa moderna", explica um comunicado divulgado pela Comece. A mensagem do Papa, segundo o cardeal Jean-Claude Hollerich, presidente da Comece, é "um encorajamento para continuar a trabalhar em diálogo com as instituições da União Europeia para construir um mundo melhor que reflita os sonhos de paz e do bem comum".

O próprio Papa Francisco, na mensagem, antecipava que a assembleia da Comece também era ocasião propícia para aprofundar as relações com a Santa Sé e “para confirmar a Igreja na sua missão evangelizadora e a serviço do bem comum”. Afinal, exortou o Pontífice, “os cristãos têm, atualmente, uma grande responsabilidade” para despertar a consciência da Europa para animar processos que gerem novos dinamismos na sociedade”.

A Igreja na recuperação pós-pandemia

Na programação da assembleia consta a reflexão sobre alguns dos grandes desafios da União Europeia, como a "assistência social e econômica aos membros mais vulneráveis das nossas sociedades, políticas de migração e asilo e desenvolvimento humano sustentável". Na agenda também está prevista uma discussão sobre "a contribuição da Igreja Católica para uma rápida recuperação da pandemia da Covid-19, que seja justa para todos e baseada na justiça ecológica, social e contributiva" e sobre "o papel da Igreja na UE, também à luz do apelo do Papa Francisco por um saudável laicismo, onde quem é crente seja livre para professar publicamente a fé e de propor o próprio ponto de vista na sociedade".

Eventos cancelados

Enfim, a Comece informa que, devido às medidas sanitárias em vigor com o agravamento da emergência do coronavírus, a ‘Missa para a Europa’ prevista para ser realizada durante a assembleia, em Bruxelas, presidida pelo cardeal Pietro Parolin, foi cancelada, assim como a visita do secretário de Estado. Assim como foi cancelado o encontro com Margaritis Schinas, vice-presidente da Comissão Europeia, que foi testada positiva para a Covid-19 e para a qual os bispos europeus desejam uma rápida recuperação.

29 outubro 2020, 10:36