Busca

Vatican News
Estátua de Santa Rita na entrada da cidade de Cássia doada por um devoto. Estátua de Santa Rita na entrada da cidade de Cássia doada por um devoto. 

Basílica de Cássia, todos os meses a Missa pelo Líbano em rito Maronita

A ideia nasceu para levar o abraço da Santa dos casos impossíveis à Terra dos Cedros e ao seu povo. De 22 de outubro a maio do próximo ano, também será possível acompanhar a celebração em árabe em transmissão ao vivo através do canal do Mosteiro no YouTube.

Tiziana Campisi – Vatican News

"Queremos levar o consolo, a proximidade e sobretudo a esperança de Santa Rita aos lares de todos os devotos do Líbano, chegando também àqueles que não podem se mover e estão passando por dificuldades": assim explica o padre Luciano De Michieli, reitor da Basílica de Santa Rita em Cássia, a iniciativa "Em oração com Santa Rita pelo Líbano", graças à qual a partir de 22 de outubro, pela primeira vez na história, na basílica da cidade da Úmbria, todos os meses até maio do próximo ano, será celebrada uma Missa em rito Maronita e em língua árabe.

O abraço de Santa Rita à Terra dos Cedros

A ideia do padre De Michieli, compartilhada pela abadessa do Mosteiro Santa Rita, irmã Maria Rosa Bernardinis, nasceu para fazer chegar o abraço de Santa Rita à Terra dos Cedros e ao seu povo muito devoto, lê-se no portal das religiosas. Será possível acompanhar ao vivo a celebração através do canal YouTube do Mosteiro de Santa Rita da Cássia. Para encerrar cada missa, que terá início às 17 horas, a passagem pela urna que conserva o corpo do santo, com uma oração de entrega a Santa Rita pelo Líbano, escrita para a ocasião.

A devoção dos libaneses à Santa

"As religiosas - destaca o reitor da Basílica de Cássia – há 20 anos, rezam o terço todos os dias pelo povo libanês, historicamente afligido por guerras e instabilidade. Uma situação dramática, agravada pela pandemia e pela explosão de agosto no porto de Beirute. O nossa - conclui -, é um caminho a ser feito juntos, em direção à festa de Santa Rita, em 22 de maio de 2021". A devoção dos libaneses a Santa Rita é representada em Cascia pela grande estátua - 6 metros de altura, que se encontra na entrada da cidade, financiada por um devoto, Sarkis Sarkis, e realizada pelo artista libanês Nayef Alwan - inaugurada em 18 de outubro de 2015, depois de ter sido abençoada pelo Papa Francisco. No quinto aniversário da inauguração, a Cidade de Cássia, juntamente com o mosteiro, irá doar 13 mil euros à escola Santa Rita na cidade de Dbayeh.

 

19 outubro 2020, 10:15