Busca

Vatican News
Dom Walmor Azevedo, presidente da CNBB em visita ao povo Warao de Boa Vista, Roraima Dom Walmor Azevedo, presidente da CNBB em visita ao povo Warao de Boa Vista, Roraima 

Presidente da CNBB apresenta à ONU os riscos da mineração predatória

Ao Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, Dom Walmor Oliveira de Azevedo diz que 40 barragens de mineradoras podem se romper em Minas Gerais.

Vatican News

O arcebispo metropolitano de Belo Horizonte e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Walmor Oliveira de Azevedo, em vídeo apresentado na manhã desta segunda-feira, (21/09) durante a 45ª Sessão do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), disse que instâncias governamentais continuam a flexibilizar as regras para a realização da atividade minerária, mesmo diante do risco de rompimento de 40 barragens em Minas Gerais.

Dom Walmor, na mensagem, alertou sobre a contaminação do solo e de rios no Pará, com produtos tóxicos da atividade minerária. “Pedimos ao governo brasileiro que cumpra com as suas obrigações internacionais, para garantir medidas de prevenção e de responsabilização das empresas que causaram tragédias”, disse o presidente da CNBB.

A 45ª Sessão do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) está sendo realizada em Genebra, na Suíça, de 14 de setembro a 6 de outubro, em formato híbrido, com participações presenciais e em vídeo, respeitando o distanciamento social exigido para conter o avanço da covid-19.

Fonte: CNBB

21 setembro 2020, 18:31