Busca

Vatican News
Estátua de Florence Nightingale, inglesa fundadora da enfermagem moderna. Destacou-se ao servir como chefe e treinadora de enfermeiras durante a Guerra da Crimeia, na qual organizou o atendimento aos soldados feridos. Estátua de Florence Nightingale, inglesa fundadora da enfermagem moderna. Destacou-se ao servir como chefe e treinadora de enfermeiras durante a Guerra da Crimeia, na qual organizou o atendimento aos soldados feridos.  (ANSA)

Paquistão: novo Pronto Socorro no hospital católico de Hyderabad

O hospital é uma instituição de excelência e uma referência para a população de Hyderabad e para as áreas mais pobres da Província de Sindh. Mais de 40 mil pessoas, de todas as culturas, etnias e religiões, residentes nos povoados da província, utilizam regularmente os serviços de saúde, muitas vezes gratuitos.

Vatican News

Uma nova sala de emergência, equipada com tecnologias de ponta, foi inaugurada no Hospital St. Elizabeth de Hyderabad, um centro de saúde católico administrado pela diocese, com 150 leitos, fundado no Paquistão em 1958.

O fato foi informado à Agência Fides pelo padre Robert McCulloch, missionário de San Colombano, por mais de 30 anos presidente do Conselho de Administração do hospital, atualmente Procurador Geral da Sociedade de San Colombano.

O missionário disse à Fides estar muito feliz pela conclusão deste novo departamento que oferecerá atendimento de emergência a todos os que dele necessitem. “A nova obra - explicou ele - foi possível graças à colaboração de todos, órgãos públicos, doadores, missionários, médicos. Agradecemos às instituições por sua ajuda: este trabalho irá beneficiar a população de todas as culturas e religiões, sem qualquer discriminação”.

“O nosso hospital – acrescentou padre Mc Culloch - pretende tratar bem, com paixão, compaixão e competência, oferecendo um atendimento apropriado também aos mais pobres. E, por meio deste trabalho, quer dar glória a Deus, anunciar e testemunhar no Paquistão o Evangelho de amor e misericórdia”.

O bispo de Hyderabad, Dom Samson Shukardin OFM, esteve presente na cerimônia de inauguração da nova enfermaria, realizada no dia 12 de setembro, e lembrou como, graças ao trabalho do hospital, “a Igreja Católica do Paquistão dá testemunho de ser parte integrante da a sociedade, ajudando a curar suas feridas e contribuindo para a melhoria das relações de paz, diálogo e harmonia, trabalhando pelo bem comum do país”. O novo departamento, também poderá ser útil na luta contra o coronavírus.

O hospital é uma instituição de excelência e uma referência para a população de Hyderabad e para as áreas mais pobres da Província de Sindh. Mais de 40 mil pessoas, de todas as culturas, etnias e religiões, residentes nos povoados da província, utilizam regularmente os serviços de saúde, muitas vezes gratuitos.

Não é apenas um hospital, mas também uma estrutura que funciona constantemente para a formação de enfermeiras e parteiras. Fundada em 1958, sem fins lucrativos, é propriedade da Diocese Católica de Hyderabad e é administrada pelo Conselho Médico da Diocese. Desde 1975, recebe pessoal especializado do Paquistão, como médicos, enfermeiras e obstetras.

Entre outros serviços oferecidos, o hospital é conhecido porque, na ótica cristã da compaixão, oferece cuidados paliativos domiciliares a pacientes com câncer, com terapia de controle da dor: trata-se de uma primeira experiência absoluta em nível nacional e confirma o hospital como uma instituição preciosa para o território da cidade da Província de Sindh e para todo o Paquistão.

(PA - Agência Fides)

15 setembro 2020, 14:40