Busca

Vatican News
Nossa Senhora Aparecida Nossa Senhora Aparecida 

Município de São João da Barra será consagrado a Nossa Senhora Aparecida

Em meio a Pandemia a consagração do Município de São João da Barra a Nossa Senhora Aparecida é um sinal profético da Mãe e padroeira do Brasil e um tempo de mortes. Neste dia a imagem Peregrina que visita a Diocese chega a cidade após passar por várias comunidades recebendo as preces dos fiéis e devotos. Peregrinação começou pelo Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo socorro e já visitou o Mosteiro de São Bento, Santuário de Santo Amaro e esta na Paróquia Nossa Senhora das Graças em Baixa Grande.

Ricardo Gomes – Diocese de Campos

O município de São João da Barra ((RJ) esta nos preparativos para a realização da Consagração a Nossa Senhora Aparecida e a cerimônia esta sendo planejada para dia 11 de outubro obedecendo a protocolos sanitários de distanciamento social e participação reduzida de fiéis. Cerimônia simples, mas com o apelo a Virgem de Aparecida pelo fim da pandemia. A programação esta sendo organizada pela Diocese de Campos juntamente com as representações católicas do município.

Dom Roberto Francisco destaca a consagração como um sinal de esperança depositada na Virgem de Aparecida e pedindo pelo fim da Pandemia. Neste ano a imagem peregrina do Santuário Nacional esta visitando aas paróquias, comunidades religiosas, escolas e hospitais no território diocesano. A imagem chegou a Campos no dia 23/08 no Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

“A visita da imagem de Nossa Senhora Aparecida e a consagração do município de São João da Barra é um sinal de esperança. Ela com sua presença materna traz o vinho da alegria e da consolação especialmente com os mestres sala e servidores nos ensina a trabalhar no desapego, na gratuidade e vem nos mostrar como nas águas do Paraíba que o resultado da pesca e da superação desta Pandemia vai depender da confiança em Deus e a intercessão de Nossa Senhora, mas certamente o empenho amoroso de colaborar e estar com as redes preparadas da misericórdia, de uma igreja em saída e em favor dos mais pobres e contamos com essa presença que vem nos animar , acalentar, mas vem nos impulsionar que diante dessa crise sanitária saiamos melhores, santificados e decididos a gerar uma sociedade saudável, sustentável e inclusiva”, revela dom Roberto Francisco.

A lei municipal sancionada pela prefeita f Carla Maria Machado dos Santos após aprovação no Legislativo do projeto do Vereador Aluizio Siqueira. A cidade é a ultima banhada pelo Rio Paraíba do Sul e a foz no Pontal de Atafona. Aluízio destaca que a consagração a Padroeira do Brasil vem somar as tradições da cultura da cidade e por ser a ultima a receber as águas do Paraíba do Sul onde a imagem foi encontrada.

Para a comunidade católica de São João da Barra é um orgulho ter nosso município consagrado a Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil. Nosso pedido é sempre para que Nossa Senhora interceda por nós junto a Jesus Cristo e proteja o nosso povo, disse Carla Machado, prefeita de São João da Barra.

O Bispo de Campos, Dom Roberto Francisco destaca a importância da cidade de São João da Barra ser consagrada a Padroeira do Brasil e da tradição religiosa com igrejas históricas e centenárias. Na Diocese de Campos outras cidades já foram consagradas mantendo a tradição das cidades serem dedicadas a Nossa Senhora Aparecida.

“Dando continuidade as praticas religiosas e culturais que expressam não só a devoção e a fé viva a Nossa Senhora como foram as consagrações e monumentos dos 300 anos do achado da imagem que se constitui um dos símbolos sócio- religiosos mais importantes da Nação, que aconteceu por uma lei homologada pela Prefeita Carla Machado a consagração do município de São João da Barra. Será no dia 20 de maio de 2020 no Santuário Estadual de Atafona onde será entronizada uma réplica desta imagem abençoada matriz religiosa e cultural da Pátria brasileira”, destaca dom Roberto Francisco.

A Consagração do Município a Padroeira do Brasil tem um significado muito importante por ser em São João da Barra que o Rio Paraíba do Sul se encontra com o mar. Adyvan Pedra da Irmandade de Nossa Senhora da Penha destaca a alegria e o conforto da consagração do município e o amor e a devoção a Nossa Senhora.

“Muito nos alegra e nos conforta sabermos que em meio a esse problema, São João da Barra será consagrada a Nossa Senhora Aparecida. É uma causa de grande alegria, pois somos reconhecidos pela forte devoção e amor a Virgem Maria que se manifesta no título da Penha, pois sabemos que temos a Ela e que a Virgem Maria não nos desampara e por isso, entendemos a consagração como mais um sinal de seu amor, de sua proteção e intercessão que são presentes em nossas vidas e na nossa história”, disse.

Embora seja forte em São João da Barra a devoção a Nossa Senhora da Penha, a consagração a Nossa Senhora Aparecida é momento de nas águas do nosso Rio Paraíba do Sul que em 1717 a Virgem Maria apareceu aos pescadores. A realização deste ato na Foz do Paraíba, só reforça o compromisso do povo e da Igreja com a preservação da vida e o respeito a  casa comum.

“Ultrapassando a nossa visão em relação ao cuidado e ao respeito com a nossa casa comum e com o meio ambiente, respeitando a cima de tudo a vida que é dom de Deus, a consagração reaviva em nós a fé, o amor e a devoção a Nossa Senhora que nas bodas de Caná nos pede para fazermos o que Jesus nos disser e Cristo nos pede em seu evangelho que cuidemos uns dos outros, portanto, com Nossa Senhora Aparecida, escutemos Cristo que nos chama a esse cuidado com a casa e com os irmãos, afinal, somos todos, a grande família de Deus e temos em Nossa Senhora, a mãe de amor e misericórdia que sempre nos aponta a Cristo que é caminho, verdade e vida!”, conclui Adyvan.

Devotos da Mãe Aparecida falam de fé e de esperança

Tempo de viver a esperança e a certeza da intercessão de Nossa Senhora Aparecida num tempo de medo e incerteza da Pandemia que vem causando um cenário de mortes em todo o mundo. Fé e Devoção unem famílias em todo o Brasil. A Professora Isaura de Oliveira consagra a Nossa Senhora Aparecida o filho, jornalista Antônio Filho e em casa a imagem que trouxe do Santuário Nacional. E fala da certeza que em todos os momentos difíceis da vida dela e do filho nunca deixou de contar com  a proteção da Virgem.

"O que é ter fé? É acreditar em dias melhores, que a mãe Aparecida nos dará. Precisamos crer que existe, na fé, a certeza de que não estamos sozinhos e que recebemos bênçãos a cada minuto de nossas vidas, todos os dias. Sou devota e dou graças e ela, por tudo. Essa devoção veio dos meus pais, que sempre tiveram grande apreço e admiração por nossa padroeira. Hoje, em minha casa, a imagem de Nossa Senhora Aparecida está em um oratório, na sala de estar, abençoando cada cômodo", revela.

18 setembro 2020, 16:22