Vatican News
Livro escrito a quatro mãos, por especialistas português e brasileiro, conta com prefácio do arcebispo de São Paulo Livro escrito a quatro mãos, por especialistas português e brasileiro, conta com prefácio do arcebispo de São Paulo 

Livro sobre relíquias sagradas: tesouros que jamais perderam o brilho, afirma dom Odilo em prefácio

A obra ilustrada “Relíquias Sagradas – Dos tempos bíblicos à era digital”, de autoria de Carlos Evaristo e Fábio Tucci Farah, recentemente publicada, ganhou prefácio do arcebispo de São Paulo. Dom Odilo Scherer afirma que “os leitores mergulharão na história fascinante de grandes tesouros da cristandade, desde as raízes bíblicas até os nossos dias”, e “conseguirão perceber que eles jamais perderam o brilho”.

Vatican News

Já está disponível nas livrarias, inclusive para venda on-line na própria Editora Paulus, o livro “Relíquias Sagradas – Dos tempos bíblicos à era digital”, publicado recentemente e escrito a quatro mãos: por um dos maiores especialistas do mundo no assunto, o português Carlos Evaristo, e o brasileiro Fábio Tucci Farah. A obra conta com o prefácio de dom Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo; apresentação de dom José Saraiva Martins, prefeito emérito da Congregação para as Causas dos Santos; e contracapa do colunista da seção Ciência e Religião da Folha de São Paulo.

O livro apresenta textos inéditos e uma série de artigos já publicados em portal católico, resultado de “muitas décadas dedicadas ao estudo das relíquias sagradas”, explica a sinopse do livro. A edição ilustrada trata de valiosos tesouros da Igreja, como o Santo Graal, o Santo Sudário e o Sudário de Oviedo: “qual foi o destino da arca da aliança? Onde estão os pregos da Paixão de Cristo? O Santo Sudário que se encontra em Turim, na Itália, foi realmente utilizado por Jesus?”. Dessa forma, o leitor percorre as relíquias mais emblemáticas da cristandade e, ao longo da leitura, faz uma viagem "sobre a história das relíquias e os fatos históricos e políticos ligados a elas”.

O prefácio por dom Odilo

No prefácio do livro, o arcebispo de São Paulo, dom Odilo Pedro Scherer, indica que, através dessa obra, “os leitores mergulharão na história fascinante de grandes tesouros da cristandade, desde as raízes bíblicas até os nossos dias”, e “conseguirão perceber que eles jamais perderam o brilho”. Em pleno século XXI, continua o cardeal, "as relíquias continuam sendo um valioso sacramental da Igreja, confirmado pela Instrução ‘As relíquias na Igreja: Autenticidade e Conservação’ (Roma, 2017)”, documento publicado pela Congregação para as Causas dos Santos.

Dom José Saraiva Martins, ao apresentar a obra, ressalta que “a aventura seria estéril” caso “não apontasse para algo além deste mundo”. Nesse sentido, afirma que os autores “foram bem-sucedidos na missão de ressaltar o caráter sobrenatural desse importante sacramental. As relíquias são apresentadas como vitrais do paraíso; ao mesmo tempo que nos permitem vislumbrar o Reino Celeste, inundam o mundo com a sua luz”. O prefeito emérito acredita que o livro será uma referência para os devotos das sagradas relíquias e espera que "contribua para um renovado interesse neste importante sacramental que relembra, acima de tudo, os exemplos de fé, esperança e caridade vividos de forma heroica pelos santos”.

Os autores da obra

Carlos Evaristo é arqueólogo, historiador e especialista em iconografia sacra medieval. Como perito em relíquias, já examinou e autenticou as principais relíquias da cristandade. Além disso, é fundador e presidente da International Crusade for Holy Relics (ICHR) e do Apostolado pelas Sagradas Relíquias. Também é curador da Regalis Lipsanotheca, de um dos maiores acervos de relíquias fora do Vaticano, situado no castelo de Ourém (Portugal).

Já Fábio Tucci Farah é jornalista, escritor e perito em relíquias da Arquidiocese de São Paulo. Fundou o Departamento de Arqueologia Sacra da Academia Brasileira de Hagiologia (ABRHAGI). Também é delegado no Brasil da ICHR e atua ao lado de Evaristo como curador adjunto da Regalis Lipsanotheca.

ACI Digital

07 setembro 2020, 13:54