Busca

Vatican News
Durante a restauração da co-catedral, as celebrações paroquiais são realizadas na Ogreja de São Vojtěch em Dolní náměstí. Durante a restauração da co-catedral, as celebrações paroquiais são realizadas na Ogreja de São Vojtěch em Dolní náměstí.  (ANSA)

Restauração de Catedral da República Tcheca revela preciosidades do século XIII

A reforma, que começou há cerca de um ano e meio, deve se estender até dezembro e ainda pode proporcionar novas descobertas.

Vatican News

Os trabalhos de reforma da co-catedral de Opava, cidade no leste da República Tcheca banhada pelo rio com o mesmo nome, está revelando verdadeiros tesouros arqueológicos, segundo informa o site da Conferência Episcopal tcheca.

O mais importante, diz respeito a uma alvenaria que remonta ao século XIII, encontrada na base da Torre Norte.

"Esta é a mais antiga alvenaria remanescente, construída provavelmente por volta de 1300, quando a torre gótica foi acrescentada à igreja originalmente românica. Uma característica interessante desta torre é uma escada estreita construída na espessura da alvenaria da torre, que ficou encoberta por muito tempo e que agora será revelada", disse Miroslav Přikryl, chefe do Departamento para os projetos de apoio e turismo eclesial, responsável pelas obras.

Outras descobertas remontam a um período mais recente: na Capela de Nossa Senhora de Lourdes, por exemplo, foi encontrada uma pintura decorativa bem preservada do século XIX, que, no entanto, permaneceu oculta sob pinturas mais recentes.

A co-catedral de Opava, dedicada à Virgem Maria, é uma igreja com uma história extremamente rica: "A pesquisa arqueológica realizada antes das medidas tomadas contra a umidade do prédio já havia revelado descobertas interessantes. Entre elas, por exemplo, uma lápide maciça em pedra gótica, encontrada durante as escavações e que  após a reforma será colocada no vestíbulo norte da co-catedral, onde será criada uma mostra", concluiu Miroslav Přikryl.

A reforma, que começou há cerca de um ano e meio, deve se estender até dezembro e ainda pode proporcionar novas descobertas. As obras orçadas em 78 milhões de euros no total, envolvem principalmente a restauração do período com os afrescos que recobrem o reboco, e incluem a instalação de nova iluminação para realçar sua beleza.

"A alvenaria acinzentada será limpa de musgos e sujeiras acumuladas ao longo do tempo, serão reparados os rejuntes de alvenaria, o reboco, restauradas todas as janelas e portas, incluindo os vitrais, assim como todos os elementos de pedra, como lápides, portais, nervuras, as colunas de madeira entalhada. O interior está em processo de restauração do gesso e da execução de novas pinturas", precisa Miroslav Přikryl.

Durante a restauração da co-catedral, as celebrações paroquiais são realizadas na Ogreja de São Vojtěch em Dolní náměstí.

Vatican News Service - RB

07 agosto 2020, 07:42