Busca

Vatican News
Resultado das eleições desencadeou uma onda de protestos em todo o país Resultado das eleições desencadeou uma onda de protestos em todo o país  (AFP or licensors)

Shevchuk: rezamos pela independência e integridade territorial do Estado bielorrusso

O arcebispo de Kiev e líder da Igreja Greco-Católica assegura sua solidariedade e suas orações pelo fim da violência, pela instauração da justiça, pela paz e pela compreensão.

Vatican News

“Nestes dias dramáticos, em que o povo bielorrusso luta pelos seus direitos e suas liberdades, defendendo a sua vontade, a justiça social e da ignidade, peço a todos os filhos e filhas da Igreja Greco-Católica Ucraniana que rezem com fervor pelo fim da violência contra os inocentes, pela ordem social e a compreensão entre o povo bielorrusso, pela paz e a preservação da unidade e integridade do Estado bielorrusso”.

Palavras de Sua Beatitude Sviatoslav Shevchuk, arcebispo-mor de Kiev-Halyč e líder da Igreja Greco-Católica da Ucrânia (UGCC), em uma carta dirigida ao arcebispo Metropolitano de Minsk e presidente da Conferência Episcopal da Belarus, Dom Tadeusz Kondrusiewicz , e ao visitador apostólico dos greco-católicos bielorrussos, o arquimandrita Sergei Gayek, diante das tensões sociais e dos protestos contra os resultados das eleições do último domingo, que confirmaram a presidência de Alexander Lukashenko, no poder desde 1994.

 

Em apoio à unidade

 

“Conscientes das grandes ameaças que circundam os atuais acontecimentos - sublinhou Sua Beatitude na carta publicada no sábado no site oficial da UGCC - rezamos pela proteção da Belarus das forças externas opostas, pela preservação da unidade do povo bielorrusso, bem como pela independência e integridade territorial".

Pela Igreja Greco-Católica da Belarus

 

Em nome do episcopado, do clero e dos fiéis da Igreja Greco-Católica ucraniana, o arcebispo de Kiev expressou a sua solidariedade fraterna e a sua proximidade na oração com o episcopado e com o clero da Igreja Católica e da Igreja Greco-Católica da Belarus, às pessoas consagradas e aos fiéis, a todos irmãos e irmãs em Cristo: «Partilhamos com todos vocês toda a nossa fé e a nossa firme confiança de que as nossas orações serão ouvidas».

Uma oração coral diária

 

Ao mesmo tempo, pediu a todos os greco-católicos na Ucrânia para rezarem todos os dias às 21h pelo bem e pela harmonia do povo bielorrusso. "Acreditamos que o Senhor Deus, o único soberano da história da humanidade, está presente de forma invisível nas ruas e praças da Belarus para mostrar a este povo sofredor sua proximidade e sua salvação."

Vatican News Service - ATD

16 agosto 2020, 12:35