Busca

Vatican News

Diocese de Pyongyang, na Coreia do Norte, é consagrada a Nossa Senhora de Fátima

O arcebispo de Seul e administrador apostólico de Pyongyang, cardeal Andrew Soo-jung Yeom, coroou a imagem de Nossa Senhora de Fátima pedindo sua intercessão pela paz na Península coreana e pela liberdade religiosa para os fiéis da Diocese de Pyongyang e da Igreja na Coreia do Norte. O Papa Francisco enviou ao purpurado, para esta ocasião especial da consagração, uma mensagem de encorajamento acompanhada de sua Bênção Apostólica

Vatican News

Ouça e compartilhe

A Virgem de Fátima vigia e protege a Coreia do Norte: a Diocese de Pyongyang, capital norte-coreana, é oficialmente dedicada e consagrada a Nossa Senhora de Fátima.

A cerimônia foi realizada em 15 de agosto na Catedral de Myeong-dong em Seul, presidida pelo arcebispo de Seul e administrador apostólico de Pyongyang, cardeal Andrew Soo-jung Yeom, na presença do Núncio Apostólico dom Alfred Xuereb, numerosos bispos e sacerdotes concelebrantes, e organizada pelo Comitê de reconciliação nacional da Arquidiocese de Seul.

Primeiro evento eclesial como comunidade de Pyongyang

Segundo relato da Igreja local à Fides – agência missionária da Congregação para a Evangelização os Povos –, a catedral estava lotada de fiéis, leigos e religiosos, em sua capacidade máxima, embora limitada pela estrita observância das normas sanitárias preventivas para a Covid-19.

Trata-se do primeiro evento eclesial celebrado como “comunidade diocesana de Pyongyang” desde a divisão da Península coreana. A data do evento é significativa não apenas para os fiéis católicos, mas para todo o povo coreano, pois 15 de agosto, solenidade da Assunção da Virgem, é também o dia da libertação da Coreia do domínio colonial japonês, que ocorreu em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial.

Estreita união entre a Virgem Maria e a Igreja na Coreia

Em sua homilia, o cardeal Yeom lembrou a estreita união entre a Virgem Maria e a Igreja na Coreia, bem como com toda a Coreia, desde o período das perseguições, destacando a importância de uma “autêntica conversão para a libertação evangélica de todo o povo coreano”.

O purpurado disse: “Como administrador apostólico de Pyongyang, desejo dedicar a Diocese de Pyongyang a Nossa Senhora de Fátima, a Ela que é modelo para a nova evangelização. Por isso, imploro a intercessão de Nossa Senhora para a conversão daqueles que nesta terra professam ser ateus”.

Cristo ressuscitado faça “nova todas as coisas” na Península

“Imploro ao Cristo ressuscitado que faça “novas todas as coisas” (Ap 21,5) em nossa Península coreana. Peço humildemente ao Senhor que conceda o quanto antes ao povo do Sul e do Norte celebrar com alegria, e juntos, de mãos dadas, a festa da Assunção de Maria e o Dia da Libertação nacional como um momento de autêntica libertação.”

Após a homilia, o cardeal Yeom coroou a imagem de Nossa Senhora de Fátima fazendo, em seguida, a oração de consagração, pedindo sua intercessão pela paz na Península coreana e pela liberdade religiosa para os fiéis da Diocese de Pyongyang e da Igreja na Coreia do Norte.

Iniciativas do “Comitê de reconciliação nacional”

A Arquidiocese de Seul, através do “Comitê de reconciliação nacional”, tem celebrado regularmente nos últimos 25 anos, toda terça-feira à noite na Catedral de Myeong-dong, uma santa missa e o Terço pela reconciliação e unidade do povo coreano.

Nos últimos anos, o Comitê tem intensificado sua campanha de oração pelos batizados do Norte que vivem sua vida de fé clandestinamente e com grande risco pessoal e familiar.

Mensagem do Papa Francisco por ocasião da consagração

O Comitê também tem conduzido ativa e efetivamente várias iniciativas para oferecer ajuda humanitária ao povo do Norte, para sensibilizar a sociedade, e especialmente as novas gerações, para a educação para a paz, a fraternidade entre os povos e a cultura do amor, numa missão que, se afirma, “é unicamente evangélica”.

O Papa Francisco enviou ao cardeal Yeom, para esta ocasião especial da consagração, uma mensagem de encorajamento acompanhada de sua Bênção Apostólica.

(Fides)

25 agosto 2020, 09:27