Busca

Vatican News
Libanês olha com desolação para destruição causada pela onde de choque em sua habitação Libanês olha com desolação para destruição causada pela onde de choque em sua habitação  (AFP or licensors)

Bispos italianos destinam 1 milhão € à população libanesa

As necessidades mais urgentes são “assistência sanitária aos feridos, comida, água, alojamento para os desabrigados, apoio psicossocial para os mais vulneráveis”. Especificamente, o valor destinado pela presidência da CEI será destinado ao apoio "aos planos de intervenção de emergência da Caritas Líbano, através da Caritas Italiana, pelos próximos 12 meses".

Vatican News

Chega a um milhão de euros - proveniente do fundo 8x1000 – o valor decidido nesta sexta-feira, 7, pela presidência da Conferência Episcopal Italiana (CEI), a ser destinado à população do Líbano, afetada pela explosão ocorrida em um armazém no porto de Beirute, em 4 de agosto.

São 154 as vítimas fatais apuradas até o momento e 120 os feridos em situação crítica, segundo o Ministro da Saúde libanês Hamad Hasan. Mas os feridos totais ultrapassam cinco mil.

“Segundo um balanço provisório - diz a nota da CEI - existem também centenas de milhares de pessoas desabrigados e danos consideráveis ​​em casas e infraestruturas”.

As necessidades mais urgentes são, portanto, “assistência sanitária aos feridos, comida, água, alojamento para os desabrigados, apoio psicossocial para os mais vulneráveis”.

Especificamente, o valor destinado pela presidência da CEI será destinado ao apoio "aos planos de intervenção de emergência da Caritas Líbano, através da Caritas Italiana, pelos próximos 12 meses".

A Caritas, na realidade, já está prestando as primeiras ajudas e planeja continuar a fazê-lo nos próximos meses. Além disso, serão apoiadas as “intervenções de reparação de habitações, as ações de reabilitação, o acompanhamento e apoio financeiro às camadas mais pobres e vulneráveis ​​da população”. Tudo isso também graças a "uma ampla mobilização de voluntários locais".

A CEI recorda também que esta “catástrofe atinge um país já castigado por uma forte crise financeira, econômica e social, agravada no ano passado, e que reduziu muitas famílias ao nível de pobreza”: mais de um quarto da população vive com "menos de US $ 5 por dia".

Por fim expressando "condolências e proximidade aos habitantes do Líbano”, a Igreja italiana reza pelas vítimas, familiares e feridos, para que o país", com o compromisso das autoridades políticas e religiosas e da sociedade como um todo, possa superar os sofrimentos destes dias".

Vatican News Service - IP

07 agosto 2020, 14:10