Busca

Vatican News
Velas acesas por peregrinos no Santuário mariano nos Pirineus franceses Velas acesas por peregrinos no Santuário mariano nos Pirineus franceses  (AFP or licensors)

Em 16 de julho, peregrinação mundial online a Lourdes

Fechado por mais de dois meses pela primeira vez em sua história, o Santuário teve que cancelar todas as peregrinações. Não obstante sua reabertura parcial, agora pode acolher apenas um número muito limitado de peregrinos, segundo um rigoroso protocolo de saúde. A peregrinação on-line "Lourdes United" reunirá todos aqueles que, de todos os cantos do mundo, veem a pequena cidade nos Pirineus como um farol de fé, compromisso, compartilhamento e esperança.

Vatican News

Chama-se "Lourdes United" e será a primeira peregrinação mundial online. A proposta é do Santuário de Lourdes, na França, para 16 de julho, aniversário da décima oitava e última aparição da Virgem.

Ao vivo da Gruta das Aparições, o dia reunirá milhões de pessoas de todos os continentes, por meio da TV, rádio e redes sociais, sob o signo da esperança e da solidariedade. Todos os detalhes da iniciativa estão publicados em www.lourdes-united.org.

O programa inclui celebrações, procissões, rosários, orações, uma transmissão ao vivo em 10 idiomas às 15 horas (horário local) e uma transmissão televisiva dentro da Gruta, das 16 às 18 horas (horário local).

Autoridades civis e religiosas falarão de sua ligação com Lourdes e diversas intervenções terão como tema a solidariedade, fraternidade, compromisso, ajuda, esperança e busca de um sentido.

Também estão previstas reportagens, vídeos de arquivo, música ao vivo, entre outros, e as câmeras percorrerão os bastidores do Santuário para melhor explicar sua missão. Será uma maneira de reconectar com o espírito de Lourdes, mas também de invocar a generosidade daqueles que desejam ajudar o Santuário a continuar seu trabalho.

Lourdes, centro internacional de peregrinação, mobiliza quase 100.000 voluntários para receber anualmente 3 milhões de peregrinos e visitantes de todo o mundo, incluindo mais de 50.000 pessoas doentes ou com deficiência.

Multigeracional e multicultural, a peregrinação on-line "Lourdes United" reunirá todos aqueles que, de todos os cantos do mundo, veem a pequena cidade nos Pirineus como um farol de fé, compromisso, compartilhamento e esperança.

No clima da atual crise econômica e social, a fraternidade, a generosidade e a esperança ligadas ao Santuário há 162 anos nunca foram tão essenciais. Nestes meses, os capelães do Santuário continuaram a levar até a Gruta a oração para e com o mundo, enquanto centenas de milhares de mensagens, pedidos de ajuda pela dor e sofrimento, mas também testemunhos de esperança, continuaram a chegar a Lourdes.

Fechado por mais de dois meses pela primeira vez em sua história, o Santuário teve que cancelar todas as peregrinações. Não obstante sua reabertura parcial, agora pode acolher apenas um número muito limitado de peregrinos, segundo um rigoroso protocolo de saúde.

Mas, sem peregrinos, Lourdes perde os recursos para cumprir sua missão, manter todo o local e garantir o trabalho para seus 320 funcionários. Estima-se que as perdas atinjam 8 milhões de euros. Além disso, toda a área econômica de Lourdes encontra-se em grande dificuldade, motivo pelo qual, em 16 de julho, "Lourdes United" quer antes de tudo "fazer retornar" milhares de peregrinos e lançar um apelo à solidariedade dos fiéis, para que o Santuário continue a garantir todos os seus serviços.

Vatican News Service - TC

Photogallery

Santuário de Lourdes, na França, em tempos de pandemia
15 julho 2020, 14:18