Vatican News
Jovem nigeriana Jovem nigeriana 

Nigéria. Igreja e governo unidos na luta contra o tráfico de pessoas

Crimes como estupro e tráfico de pessoas se multiplicaram nos últimos meses no país africano. Em uma recente reunião em Abuja, foi dado início a uma colaboração entre a Igreja Católica e Estado para combater o fenômeno e conscientizar a população sobre a extensão destes crimes hediondos

Isabella Piro – Vatican News

Na Nigéria, a Igreja Católica e o governo descem em campo juntos para combater crimes como o estupro e o tráfico de pessoas. Na última segunda-feira (13)  Julie Okah-Donli,  a diretora da Agência Nacional para a proibição do tráfico de pessoas (Naptip) encontrou-se com o arcebispo de Abuja, Dom Ignatius Kaigama. “O objetivo da visita – comunica o site da Conferência) foi o de dar início a uma possível colaboração Estado-Igreja para trabalhar juntos na luta contra o tráfico e o estupro”.

No país multiplicaram-se os casos de estupro

Na Nigéria, de fato, o número de casos de violência sexual aumentou significativamente nos últimos meses, tanto que entre janeiro e maio foram registrados 717 casos, alguns deles resultando na morte de vítimas. As pessoas saíram às ruas em protesto, sob o hashtag #WeAreTired (Estamos cansados), pedindo justiça e ação urgente contra estes crimes. Por sua vez, durante a reunião com Okah-Donli, o Arcebispo Kaigama reiterou a vontade da Igreja de cooperar com o governo, enfatizando que "o estupro não é apenas um pecado, mas um delito criminoso". A Igreja Católica está disposta a colaborar e trabalhar junto com a Agência governamental (Naptip) para eliminar esta ameaça.

O compromisso da Igreja Católica

Dom Kaigama recordou também que “em âmbito internacional, a Igreja Católica está comprometida na luta contra estes crimes” e que seguindo as orientações do Papa Francisco presentes no Motu Proprio “Vos estis lux mundi”, a Arquidiocese de Abuja lançou um programa para a proteção de menores e pessoas vulneráveis através "de um Comitê especial composto por sacerdotes, profissionais da saúde e jurídico e especialistas em vários campos, todos prontos para trabalhar com Agência Naptip para combater todas as violações dos direitos humanos.

O apelo aos cristãos para reconstruir um mundo doente

Já em junho passado, o arcebispo de Abuja condenou estes atos, chamando-os de "atrozes" e pedindo uma ação legal contra os culpados. Em particular, o prelado havia convidado a população, especialmente os cristãos, a "contribuir para a reconstrução de um mundo doente que perdeu o sentido do pecado" e a "denunciar todo comportamento criminoso". Dias atrás o seu apelo foi repetido pelo arcebispo de Lagos, Dom Adewale Martins, que descreveu o estupro como “um mal instrínseco que viola a dignidade das vítimas”.

A Agência nigeriana contra o tráfico ativa desde 2003

Fundada pelo Governo Federal da Nigéria em 2003, Naptip é uma agência especializada em segurança contra o tráfico, responsável pela coordenação de toda a legislação sobre o tráfico de pessoas. O órgão coopera com outros organismos de aplicação da lei e com organizações e instituições competentes na área, trabalhando também para aumentar a conscientização sobre o assunto.

15 julho 2020, 14:42