Busca

Vatican News
A Alemana está na presidência do Conselho Europeu desde 1º de julho A Alemana está na presidência do Conselho Europeu desde 1º de julho  (ANSA)

Igrejas em apelo conjunto por uma Europa mais justa, igualitária e sustentável

A Comissão das Conferências Episcopais da União Europeia (Comece) e a Conferência das Igrejas Europeias (CEC), em encontro nesta terça-feira (7) com a presidência alemã do Conselho da União Europeia, reafirmaram a necessidade de trabalhar pelo bem comum.

Tiziana Campisi - Vatican News

O compromisso com o projeto europeu e os seus valores comuns deve ser fortalecido a fim de tornar a Europa mais justa, mais igualitária e mais sustentável. Esse é o convite que a Comissão das Conferências Episcopais da União Europeia (Comece) e a Conferência das Igrejas Europeias (CEC) dirigiram ao Conselho da União Europeia.

Segundo um comunicado da Comece, uma delegação ecumênica se reuniu nesta terça-feira (7), em Bruxelas, com o representante permanente da Alemanha junto à União Europeia, Michael Clauß. No encontro foram analisadas as prioridades da presidência alemã do próprio Conselho e apresentada uma contribuição conjunta que retoma as reflexões temáticas, propostas e recomendações políticas das Igrejas da União Europeia - também no contexto da atual pandemia de Covid-19 - sobre o programa da presidência alemã intitulado: "Juntos para relançar a Europa".

Os direitos humanos e a solidariedade devem prevalece

A Comece e a CEC também enfatizaram a necessidade de "a União Europeia e os seus Estados-membros, com as Igrejas e as comunidades religiosas, bem como os atores da sociedade civil, trabalharem juntos para tornar a Europa não apenas mais forte, mas também mais inovadora, igualitária e sustentável". Na declaração se lê ainda que, "como Igrejas, estamos empenhados em construir pontes de paz e hospitalidade e em promover uma visão global do bem comum, visando uma Europa humana, social e sustentável, em paz dentro das suas fronteiras e com os seus vizinhos, onde prevaleçam os direitos humanos e a solidariedade".

O encontro foi um primeiro passo preparatório para a reunião de Berlim, em 27 de outubro, quando as Igrejas da Europa se encontrarão com o vice-ministro adjunto encarregado dos Assuntos Europeus do Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, Michael Roth. Nestes meses, entanto, a Comece e a CEC continuarão com o compromisso ligado à nova presidência da União Europeia.

As reuniões com as presidências do Conselho da União Europeia fazem parte da longa tradição apoiada pelo Artigo 17 do Tratado sobre o Funcionamento da UE (Tfue), que prevê um diálogo aberto, transparente e regular entre as instituições do bloco e as igrejas.

Quem participou do encontro

A delegação ecumênica desta terça-feira (7) era composta pelo Pe. Manuel Enrique Barrios Prieto, secretário-geral da Comece; por Lena Kumlin, conselheira sênior em Política Europeia da CEC, destacada da Igreja Evangélica Luterana Da Finlândia; Friederike Ladenburger, conselheira jurídica de Ética, Pesquisa e Saúde da Comece; e Katrin Hatzinger, diretora do Escritório de Bruxelas da Igreja Protestante na Alemanha (Ekd). 

08 julho 2020, 14:01