Busca

Vatican News

Dom Centellas: em tempos de pandemia, o desafio de ser Igreja samaritana

“No contexto da pandemia que estamos vivendo somos desafiados a ser uma Igreja samaritana, que vive solidariedade e compaixão por todos, especialmente para com os mais pobres”, afirma o arcebispo de Sucre, na Bolívia, dom Ricardo Centellas. O empenho da Igreja em Sucre está voltado para ajudar a enorme quantidade de pessoas que nesta parte da nação, por causa da emergência sanitária, não têm nada para comer, destaca o arcebispo do país andino

Vatican News

Ouça e compartilhe

O arcebispo de Sucre, na Bolívia, dom Ricardo Centellas, exortou a assumir o espírito de corresponsabilidade, fraternidade e missão na nossa vida de fé, e ao desafio de renovar-nos neste momento com a oração e a solidariedade. Exortou todas as comunidades da Arquidiocese a promover espaços de encontro, oração e reflexão que nos levem a assumir compromissos concretos para promover a vida e a missão da Igreja em Sucre.

Além de fazer missão, somos missão

 

“Este é um momento favorável para dar-nos conta de que, além de fazer missão, somos missão. Esse deve ser nosso estilo de vida que torna Jesus presente no mundo como um sinal de misericórdia e justiça, de transparência e liberdade, de amor e comunhão. Desse modo vivemos nossa fé como Igreja a serviço do Reino”, ressaltou o arcebispo.

 

Viver a solidariedade e compaixão por todos

 

O empenho da Igreja em Sucre está voltado para ajudar a enorme quantidade de pessoas que nesta parte da Bolívia, por causa da emergência sanitária, não têm nada para comer.

“No contexto da pandemia que estamos vivendo somos desafiados a ser uma Igreja samaritana, que vive solidariedade e compaixão por todos, especialmente para com os mais pobres”, concluiu dom Centellas.

(Fides)

03 julho 2020, 14:31