Busca

Vatican News

Fiéis usam App para reservar lugar nas missas, retomadas no final de semana no Rio

O App “Igrejas ArqRio” está disponível para download tanto na Apple Store como no Google Play para “agendar Comunhão” e “marcar Confissão”. A ferramenta facilita a retomada das missas com a presença de fiéis na Arquidiocese do Rio de Janeiro, já que as igrejas precisam limitar o acesso ao local devido à pandemia. Na Catedral Metropolitana na capital, por exemplo, também há um sensor para contar o número de pessoas na entrada e voluntários medem a temperatura e orientam o distanciamento social, o uso de máscaras e álcool em gel.

Andressa Collet – Vatican News

Ouça a reportagem e compartilhe

No primeiro final de semana de maior flexibilização da quarentena no Rio de Janeiro, foram retomadas as atividades religiosas e as igrejas também voltaram a receber a comunidade. Depois de 3 meses com restrição à presença dos fiéis, as missas foram retomadas em grande parte das dioceses do Regional Leste 1 da CNBB.

A celebração na Catedral Metropolitana do último sábado (4), presidida pelo cardeal Orani João Tempesta, foi especial por comemorar tanto o jubileu de prata de um grande grupo de padres, como as paróquias que completavam 75 e 100 anos de atividades. O templo, porém, estava adaptado às novas regras dos protocolos sanitários dos governos e também instituídas pela CNBB para a missa.

As orientações litúrgico-pastorais foram respeitadas já na entrada: os fiéis precisaram usar higienizador para as mãos e medir a temperatura; dentro da igreja, a sinalização no chão e nos bancos indicaram o distanciamento social e tinha disponível álcool em gel para uso da comunidade; todos, sacerdotes e fiéis, usaram máscaras de proteção.

Reserve seu lugar pelo App Igrejas ArqRio

Outra novidade que a comunidade católica, das mais de 280 igrejas na capital devem seguir, é reservar lugar nas celebrações se inscrevendo pela internet. O App “Igrejas ArqRio”, desenvolvido para facilitar a integração entre o fiel e a paróquia de maneira moderna e pela segurança em tempos de pandemia, dá a possibilidade de “agendar Comunhão” e “marcar Confissão”. Dá para fazer download pelo Apple Store e Google Play.

O Pe. Arnaldo Rodrigues explica que o aplicativo disponibilizado pela Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro foi uma ferramenta pensada para contingenciar o número de fiéis, já que, na Catedral Metropolitana, por exemplo, com capacidade para 5 mil pessoas sentadas, só está sendo permitida a entrada de 1.500 fiéis. Um sensor logo na porta de entrada ajuda a controlar a quantidade:

“A cada pessoa, para participar das missas, a Arquidiocese do Rio criou um aplicativo que se chama ‘Igrejas ArqRio’: a pessoa acessa pelo telefone celular e ali ela escolhe a paróquia; ao escolher a paróquia, ela vê o horário das missas; e ela reserva e agenda a sua participação naquela celebração. Não somente para as missas, mas também para confissões. É um modo como a arquidiocese encontrou, além dos sites das paróquias, para organizar para que sempre tenham – no máximo – 30% das pessoas em cada celebração, respeitando o devido cuidado exigido para a preservação e o cuidado com as vidas das pessoas que participam das celebrações.”

Os próprios folhetos usados para a liturgia diária não são mais impressos, mas digitais, precisando ser seguidos pelo celular. E o Pe. Arnaldo finaliza:

“Então foi um momento realmente de renovação, de trazer novamente a esperança e ver essas portas abertas das nossas igrejas nos traz, também, a alegria de uma Igreja que caminha diante de todas as diversidades, mas caminha com esperança, olhando para Cristo – aquele que realmente nos sustenta nos conduz.”

07 julho 2020, 12:01