Busca

Vatican News
Em Roma, distribuição de alimentos por voluntários do Círculo de São Pedro Em Roma, distribuição de alimentos por voluntários do Círculo de São Pedro 

Caritas Itália: 34% de novos pobres, aumento do desemprego e diminuição da renda

A Caritas realizou uma pesquisa ebtre 3 a 23 de junho, com um questionário especial enviado às 169 Caritas diocesanas, 77,5% do total.

Vatican News

[ Audio Embed Ouça e compartilhe!]

34% é o percentual dos assim chamados "novos pobres", ou seja, pessoas que pela primeira vez, entre março e maio, solicitaram ajuda à Caritas italiana.

O dado emerge do segundo monitoramento realizado pelo órgão de caridade na época da pandemia de coronavírus.  A pesquisa foi realizada de 3 a 23 de junho por meio de um questionário especial enviado às 169 Caritas diocesanas, 77,5% do total.

Em 95,9% das respostas – informa uma nota – verifica-se “um aumento de problemas ligados à perda de trabalho e das fontes de renda, enquanto dificuldades no pagamento de aluguel ou hipoteca, dificuldades psicológicas nos relacionamentos, dificuldades escolares, solidão, depressão, renúncia ou adiamento dos cuidados e assistência sanitária, são problemas destacados por mais da metade das Caritas".

Os dados também revelam dificuldades específicas para pessoas com deficiência, sem-teto, vítimas de usura e violência doméstica, ludopatas, prisioneiros.

Além disso, a Covid-19 também afetou agentes e voluntários da Caritas: 179 foram infectados e 20, infelizmente, morreram. Ao mesmo tempo, a Caritas nunca parou: “92 mil famílias em dificuldades tiveram acesso a fundos diocesanos, mais de três mil famílias se beneficiaram de atividades de apoio à educação a distância e o smart working, 537 pequenas empresas receberam um apoio”, explica a nota.

No geral, os serviços prestados foram numerosos e variados: fornecimento de equipamentos de proteção individual e desinfetantes; entrega de refeições para levar e entrega a domicílio; serviços  telefônicos de escuta e aconselhamento; compra de medicamentos e produtos de saúde; assistência domiciliar; atividades de apoio para nômades e circenses; apoio psicológico e acompanhamento de luto; serviços médico-telefônicos; ajuda para estudo escolar; alojamentos para a quarentena e presença nos hospitais.

Um grande esforço, portanto, realizado pela Caritas italiana, que no dia 2 de julho comemorou os 49 anos de fundação. De fato, foi instituída em 1971 sob o Pontificado de Paulo VI, com um decreto da CEI, após a cessação, em 1968, da POA (Pontifícia Obra de Assistência).

Vatican News - IP

04 julho 2020, 07:12