Busca

Vatican News
Vestindo as roupas dos Reis Magos, com a estrela e suas canções, nos dias anteriores à Epifania, os "Cantores da Estrela" batem às portas das casas de alemães, suíços e austríacos, principalmente Vestindo as roupas dos Reis Magos, com a estrela e suas canções, nos dias anteriores à Epifania, os "Cantores da Estrela" batem às portas das casas de alemães, suíços e austríacos, principalmente 

Recorde de doações para Cantores da Estrela, em benefício de crianças em todo o mundo

A campanha 2020 dos Cantores da Estrela tem por lema "Levar a bênção, ser bênção. Paz! No Líbano e em todo o mundo", e beneficiará, sobretudo crianças do País dos Cedros.

Vatican News

Recorde de doações para os "Cantores da Estrela” suíços, a iniciativa promovida anualmente pela Pontifícia Obra da Infância Missionária (Missio), por meio das diretorias nacionais, durante as festas de Natal, para apoiar projetos de solidariedade em favor das crianças e jovens do mundo no campo da educação, saúde, assistência pastoral, nutrição e integração social.

Até 30 de junho, a Missio-Suíça havia arrecadado mais de 1,65 milhão de francos (o equivalente a aproximadamente 1.535.000 euros), 68 mil a mais do que no ano passado. Graças a essas doações - relata a agência Cath.ch - a fundação poderá financiar cerca de 200 projetos em todo o mundo, 39 dos quais beneficiarão as crianças do Líbano, um país que enfrenta uma grave crise econômica, que se agravou com a emergência de Covid -19.

 

Atualmente, mais da metade dos libaneses vive abaixo da linha da pobreza e muitas famílias que se beneficiam de projetos apoiados pelo Missio já estavam em situação de vulnerabilidade ​​antes da pandemia.  Uma situação que também compromete a sobrevivência de muitas escolas cristãs, das quais 80% correm o risco de fechar, porque as famílias não conseguem mais pagar as mensalidades.

A Missio Switzerland decidiu, portanto, enviar fundos adicionais para o país que serão destinados a duas escolas em Beit Hebbak e Menjez.

A escola Beit Hebbak tem 1.365 estudantes e é administrada por uma comunidade de religiosas que não conseguem mais pagar os salários dos funcionários.

As irmãs franciscanas de Menjez, no norte do Líbano, na fronteira com a Síria, têm o mesmo problema. A escola especial "Laverna" para crianças com deficiência precisa de apoio para continuar funcionando.

Vatican News Service - LZ

18 julho 2020, 07:41