Busca

Vatican News
Além da assistência a famílias, salesianos formam jovens vietnamitas para o mercado de trabalho Além da assistência a famílias, salesianos formam jovens vietnamitas para o mercado de trabalho  (AFP or licensors)

Campanha “Ban Covid-19” dos salesianos leva ajudas a mais de 7 mil pessoas no Vietnã

Programas salesianos também contribuem para romper o ciclo de pobreza existente no país, especialmente capacitando jovens para o mercado de trabalho.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

Famílias no Vietnã recebem ajuda dos salesianos durante a emergência do coronavírus. Graças à campanha "Ban Covid-19", todos os centros salesianos do país se comprometeram em atender, cada um, pelo menos 50 famílias.

Uma campanha de coleta de fundos com duração de um mês conseguiu arrecadar o correspondente a 74.000 euros, tendo sido ajudadas mais de 7.300 pessoas.

Estão envolvidos nesta missão 138 missionários salesianos, 92 colaboradores, 35 benfeitores e 41 amigos dos programas salesianos.

 

Além de levar alívio às pessoas em dificuldade, a campanha também favoreceu a criação de vínculos entre as comunidades salesianas, vários grupos da família salesiana e outras organizações de promoção social.

Escolas, serviços e programas salesianos também estão contribuindo para romper o ciclo da pobreza. De fato, institutos profissionais e técnicos dos salesianos estão formando muitos jovens para o mercado de trabalho local, com a oferta de cursos para emprego na construção civil, administração de hotéis, engenharia elétrica e mecânica, tecnologia da informação e outras áreas.

"Os estudantes desses programas têm uma oportunidade real de ingressar no mercado de trabalho bem preparados, tanto em termos de competências adquiridas como em seu desenvolvimento social, garantindo uma capacidade permanente de manter um emprego remunerado que lhes permita viver", diz o padre Gus Baek, diretor das Missões Salesianas.

Segundo o Banco Mundial, quase 14% da população do Vietnã vive na pobreza. O país viu um aumento dramático desta situação nos últimos 20 anos, com uma taxa próxima de 60%. No entanto, o aumento dos níveis de educação e a diversificação de atividades extra-agrícolas - como o trabalho na construção, nas fábricas ou em casa - contribuíram para reduzir a taxa de pobreza.

Vatican News - TC

22 junho 2020, 09:02