Busca

Vatican News
Com esse gesto saímos da igreja e procuramos os necessitados em casa, no bairro, na comunidade, afirma a diretora da Caritas Com esse gesto saímos da igreja e procuramos os necessitados em casa, no bairro, na comunidade, afirma a diretora da Caritas  (AFP or licensors)

Caritas Venezuela distribui 20 toneladas de alimentos

A diretora nacional da Caritas, Janeth Márquez, explica que, nas atuais circunstâncias do país, “é muito difícil decidir quem é mais vulnerável”. No entanto, ela enfatiza que a partir das Caritas paroquiais, no trabalho direto com as comunidades, foi possível identificar quem são as pessoas ou famílias mais necessitadas.

Vatican News

Com a campanha “Gesto de solidariedade”, a Caritas Venezuela distribuirá, de 30 de maio a 13 de junho, cerca de 20 toneladas de alimentos em todas as dioceses do país.

A Conferência Episcopal Venezuelana desenvolve essa atividade, em nível nacional, que consiste na entrega de alimentos e suprimentos para a alimentação dos setores mais carentes e vulneráveis ​​em meio à pandemia de Covid-19. Para isso, os bispos exortam outras entidades e a sociedade civil a se unirem à missão na qual "juntos podemos alimentar e ajudar os mais necessitados".

Segundo uma nota do episcopado, a gestão nacional da Caritas, por meio de suas dioceses e paróquias, irá avaliar e identificar os indivíduos e grupos familiares mais necessitados, para que a ajuda chegue diretamente a suas casas. O auxílio inclui a entrega de um kit com 6 alimentos que serão distribuídos em todas as dioceses, totalizando 20 quilos de alimentos.

A diretora nacional da Caritas, Janeth Márquez, explica que, nas atuais circunstâncias do país, “é muito difícil decidir quem é mais vulnerável”. No entanto, ela enfatiza que a partir das Caritas paroquiais, no trabalho direto com as comunidades, foi possível identificar quem são as pessoas ou famílias mais necessitadas.

Da mesma forma, Márquez convida a comunidade empresarial e outras ONGs ou associações humanitárias a mostrar solidariedade, não com o que sobra, mas com o que tem para oferecer aos que hoje necessitam.

“Com esse gesto - afirma a diretora da Caritas Venezuela - saímos da igreja e procuramos os necessitados em casa, no bairro, na comunidade. Tem que bater à porta e aí podemos ver o que está acontecendo em nosso país e, de alguma maneira, podemos dialogar com as pessoas e escutar suas alegrias, mas também seus problemas".

Vatican News - ATD

03 junho 2020, 07:35