Busca

Vatican News
Sacerdote reza diante do Santíssimo Sacramento na Capela São Miguel Arcanjo, em Tijuana, antes de abençoar pacientes de Covid-19 Sacerdote reza diante do Santíssimo Sacramento na Capela São Miguel Arcanjo, em Tijuana, antes de abençoar pacientes de Covid-19  (AFP or licensors)

Bispos mexicanos agradecem serviço silencioso e generoso dos sacerdotes

A Conferência Episcopal do México convida os leigos a acompanhar os sacerdotes com a oração, a proximidade e com o apoio ao seu ministério, enfatizando que um dos desafios mais importantes para o episcopado é a formação, o cuidado e o acompanhamento dos presbíteros, para que os fiéis encontrem neles sacerdotes maduros e bem formados, "fortes, santos, mas também amados".

Vatican News

Ouça e compartilhe!

"Testemunhas, Mensageiros da Esperança diante de um novo começo ..." é o lema da Jornada Nacional de Oração pelos sacerdotes mexicanos, celebrada pela Igreja mexicana desde a última quinta-feira 4 de junho, Festa de Jesus Cristo, Sumo e Eterno Sacerdote, até 19 de junho, Solenidade do Sagrado Coração de Jesus e Dia Mundial de Oração pela Santificação dos Sacerdotes”.

Convocada como demonstração de gratidão a Deus pelo trabalho e dedicação dos presbíteros, a Conferência Episcopal Mexicana convida a "rezar, acompanhar e ajudar" essas "testemunhas, mensageiros da esperança", diante de um novo começo marcado pela pandemia de Covid-19.

"São muitos os testemunhos daqueles que, longe dos holofotes, vivem de maneira silenciosa, discreta, generosa e fiel ao seu ministério", escreve na introdução do subsídio publicado pelo episcopado para a celebração da Jornada, Dom Óscar Domínguez Couttolenc, bispo de Ecatepec e responsável pela Dimensão Episcopal do Clero.

O prelado destaca a marca “indelével” deixada por muitos sacerdotes em seu "caminhar com o povo de Deus", mas também reconhece que os efeitos dessa "nova época" minaram a vida de muitos deles.

"Os abusos de poder, consciência e sexual – lamenta o prelado - trouxeram dor e tristeza à nossa Igreja, principalmente às vítimas desses comportamentos, por parte de alguns membros consagrados".

Nesse contexto, os bispos mexicanos enfatizam que um dos desafios mais importantes para o episcopado é a formação, o cuidado e o acompanhamento dos presbíteros, para que os fiéis encontrem neles sacerdotes maduros e bem formados, "fortes, santos, mas também amados".

A Conferência Episcopal do México exorta especialmente os leigos a acompanhá-los com a oração, a proximidade e com o apoio ao seu ministério. Ademais, convida as equipes diocesanas da Pastoral dos Presbíteros e os vários movimentos eclesiais a delinear iniciativas criativas e participativas que fortaleçam a vida e o ministério dos sacerdotes no México.

"Exorto todos os sacerdotes a se preparem humana, espiritual e pastoralmente, para responder a essa nova realidade", conclui Dom Domínguez.

Vatican News - ATD

08 junho 2020, 10:41