Busca

Vatican News

O Evangelho narrado em mosaicos

A obra do renomado artista esloveno Marko Ivan Rupnik pode ser contemplada numa pequena, mas sugestiva capela das Irmãs do Preciocíssimo Sangue.

Bianca Fraccalvieri - Cidade do Vaticano

Roma, como se pode imaginar, é repleta de tesouros. Uma destas jóias fica na capela das Irmãs do Preciosíssimo Sangue, a dois passos do Vaticano.

Ali, há uma bela representação de Arte Sacra realizada em mosaico pelo jesuíta Pe. Marko Rupnik e a equipe do Centro Aletti. Nessa capela, estão representados os Discípulos de Emaús, Nossa Senhora das espigas, Rute a recolhedora de espigas, além da videira e seus ramos.

O nosso cicerone é o Pe. Mateus Lopes, estudando do Colégio Pio Brasileiro:

“A perfeita harmonia simbólica das figuras representas nas paredes da capela fazem com que aqueles que nela entram, ao contemplá-la, sejam inseridos no fluxo da história da Salvação, que alcança e abarca os homens e mulheres de todas as épocas e lugares.

Se em uma das paredes temos Rute (a moabita), parente de Jesus, que apanha as espigas deixadas propositalmente pelos ceifadores a pedido de Booz, sinal de amor por ela (Rt 2, 15-16); do outro temos a Virgem Maria, Mãe de Deus, segurando nos braços um feixe de trigo juntamente com o menino Jesus.

Sentada sobre várias camadas de terra, ela é aquela terra que acolheu a semente de Deus que, caindo em terra boa, gerou o verdadeiro trigo (Mt 13, 8). Trigo, que triturado no moinho místico da Cruz, nos alimenta com o seu Corpo e Sangue.

Ele é o Pão descido do Céu, que nos alimenta com a sua própria carne para a vida do mundo, quem come deste pão vive eternamente (Jo 6,51).

Esse é sentido de ser do mosaico realizado na abside da capela, onde encontramos o Cristo ressuscitado que, olhando para aquele que o contempla, parte o pão ofertado pelos discípulos de Emaús, comunicando-nos que a Eucaristia que celebramos e comungamos é o sacramento do Reino. Ela nos alimenta, nos faz antever e experimentar como Igreja a realidade final do Reino do Céus.”   

23 junho 2020, 10:58