Busca

Vatican News
Criança vietnamita na esplanada do Royal Palace, em Phnom Penh Criança vietnamita na esplanada do Royal Palace, em Phnom Penh  (ANSA)

Instituto Técnico Dom Bosco é "escola modelo" de Phnom Penh

A escola da Fundação Dom Bosco foi criada em 1991 com o objetivo de ajudar a apoiar a educação de crianças carentes e marginalizadas, assim como na reconstrução do país após anos de ditadura do Khmer Vermelho.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

O Instituto Técnico Dom Bosco, em Phnom Penh, uma das principais escolas profissionais do país, foi reconhecido como "escola modelo" pelo governo do Camboja. A escola pertence à Fundação Dom Bosco, tendo sido criada em 1991 para ajudar a apoiar a educação de crianças carentes e marginalizadas.

Com sucursais em Sihanoukville, Poipet e Battambang, a escola permite a milhares de crianças a cada ano aprenderem um ofício. A qualidade do ensino é de tal forma apreciada e eficaz que os graduados são muito procurados por empregadores e conseguem encontrar emprego imediatamente, sobretudo neste momento em que a nação tem necessidade cada vez maior de trabalhadores qualificados.

A escola, administrada pela comunidade salesiana presente no Camboja desde 1991 - como padre Arun Michael Charles relatou à Asia News - oferece formação profissional em muitas áreas, como eletrônica, torneamento mecânico, tipografia, consertos de automóveis, graças aos professores missionários provenientes de diversos continentes, que vão ao país como voluntários para ensinar, servir e acompanhar os estudantes.

Entre esses voluntários - explicou padre Arun - há "jovens e aposentados, famílias inteiras com os filhos, estudantes universitários, católicos e fiéis de outras denominações cristãs".

A comunidade salesiana "se esforça para acompanhá-los durante sua permanência, curta ou longa que seja, compartilhando a mesma mesa e trabalhando com eles na missão Dom Bosco".

Os voluntários - acrescentou padre Arun - "unem-se a nós em todas as nossas atividades comunitárias - oração, meditação, Missa e refeições -", ​​compartilhando o "sonho de Dom Bosco de viver e trabalhar juntos".

A escola de Phnom Penh, também nascida com o objetivo de ajudar a reconstrução do país após anos de ditadura do Khmer Vermelho, tem o mérito, graças à sua tipografia, de ter republicado, traduzido e escrito, os livros destruídos durante o regime comunista.

Vatican News - AP

05 junho 2020, 07:40