Busca

Vatican News
Jovens médicas da Faculdade de Medicina Charles University atendem um sem-teto em praça de Praga Jovens médicas da Faculdade de Medicina Charles University atendem um sem-teto em praça de Praga  (AFP or licensors)

Badalar dos sinos na República Tcheca em homenagem aos enfermeiros

O badalar dos sinos: esta foi uma das formas encontradas na República Tcheca para agradecer ao "dedicado e exigente" trabalho dos profissionais de saúde diante da pandemia de coronavírus.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

Às 12 horas da terça-feira, 12 de maio, Dia Internacional da Enfermagem, os sinos das igrejas de toda a República Tcheca irão tocar como sinal de agradecimento a estes profissionais e a todos os trabalhadores da saúde, por seus extraordinários esforços no combate à pandemia de Covid-19.

Um comunicado do secretário-geral da Conferência Episcopal Tcheca, padre Stanislav Přibyl, informa que, a convite do ministro da Saúde, o episcopado decidiu unir-se à esta celebração tocando por um minuto os sinos de todos os templos e paróquias do país, para “pedir a Deus o fim da pandemia e agradecer aos profissionais da saúde, especialmente aos médicos e enfermeiras (os), por seu dedicado e exigente amor e serviço aos doentes”.

O Dia Internacional da Enfermagem é celebrado mundialmente desde 1965, porém a data foi oficialmente estabelecida somente em 1974, a partir da decisão do Conselho Internacional de Enfermeiros.

O 12 de maio foi escolhido por recordar o aniversário de Florence Nightingale, inglesa nascida em Florença, Itália. Aos 17 anos, esta cristã anglicana decidiu ser enfermeira, como resposta àquilo que acreditava ser um chamado de Deus.

Foi na guerra da Crimeia, que teve a participação do Reino Unido entre 1853 e 1856, que o seu trabalho se tornou mais conhecido. Ela passou a ser chamada de "Dama da Lâmpada", instrumento que usava durante a noite para poder melhor ajudar os feridos.

Florence Nightingale fundou a primeira Escola de Enfermagem secular do mundo na Inglaterra, em 1860, sendo considerada a "mãe" da enfermagem moderna. (ATD)

10 maio 2020, 18:44