Busca

Vatican News
Panamenha carrega seu filho na Ilha Pedro Gonzalez, Panamá Panamenha carrega seu filho na Ilha Pedro Gonzalez, Panamá  (AFP or licensors)

Graças a doações, Arquidiocese do Panamá distribui alimentos a 57 mil famílias

O Banco de Alimentos do Panamá, organização sem fins lucrativos que recolhe os excedentes alimentares de empresas e lojas para entregá-los aos mais necessitados do país, doou à Arquidiocese 57 mil pacotes de alimentos com 18 produtos cada, que serão distribuídos por voluntários às famílias necessitadas.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

"Continuar levando comida às famílias necessitadas vítimas da pandemia" é a missão mais importante para o departamento de Pastoral social Caritas da Arquidiocese do Panamá, enquanto a pandemia de Covid-19 continuar ameaçando a saúde e a vida dos panamenhos.

O objetivo foi enfatizado pela diretora do departamento Denia Manguelis, ao receber, juntamente com o arcebispo José Domingo Ulloa Mendieta, a doação de cerca de  57 mil pacotes de alimentos com 18 produtos cada pelo Banco de Alimentos do Panamá, organização sem fins lucrativos, que recolhe os excedentes alimentares de empresas e lojas para entregá-los aos mais necessitados do país.

A Arquidiocese agradeceu por esse gesto de solidariedade que ajudará milhares de famílias necessitadas nas diferentes comunidades e paróquias.

Cerca de 35 jovens voluntários, exercendo a caridade em favor dos mais necessitados, colaboram com a Pastoral Social Caritas, reunindo as sacolas contendo alimentos, produtos de higiene e limpeza que serão distribuídos a partir da próxima quarta-feira, 29 de maio.

"Exortamos a contribuir para a campanha da Arquidiocese assim como nos convida o Papa Francisco a sermos leigos comprometidos com o trabalho pastoral e a ser solidários com esta situação que o mundo inteiro está enfrentando", afirmou Manguelis.

Nesse contexto, a diretora da Caritas convidou mais organizações, fundações, empresas e mais pessoas e cristãos de boa vontade a contribuírem, apoiando esse trabalho realizado pela Igreja Católica, por meio da Pastoral Social da Caritas, para continuar levando alimentos para as famílias necessitadas vítimas da pandemia nas áreas rurais e urbanas; bem como aos migrantes que necessitam de ajuda. (ATD)

22 maio 2020, 08:12