Busca

Vatican News

Paquistão. O espírito da Laudato si' envolve fiéis de outras religiões

Ravi Dass Vaghela agradece à Comissão “Justiça e Paz” e à Caritas: “A Laudato si’ é realmente uma carta inspiradora que nos convida a proteger nossa mãe terra. Devemos pensar: qual futuro queremos para nossos filhos? O texto pede a todas as organizações que colaborem para a transformação do nosso mundo e que enfrentem juntas os desafios que atingem o ambiente direta ou indiretamente. É um forte convite à unidade e à fraternidade”, diz o ativista hindu

Cidade do Vaticano

Ouça e compartilhe

“É realmente um precioso serviço para a nossa Terra: se formos unidos haverá uma mudança não somente no clima, mas também em nossas relações e isso se tornará o princípio de solução da crise ecológica que aflige o planeta.” É o que afirma à Fides o mufti Abu Bakar Muhiuddin, presidente da mesquita “Jamia Islamia” e do anexo seminário islâmico, situados em Karachi, no Paquistão, envolvido nas iniciativas lançadas na “Semana Laudato si’” (de 16 a 24 de maio) pela Comissão “Justiça e Paz” da Arquidiocese de Karachi.

Falando à referida agência missionária da Congregação para a Evangelização dos Povos, o vigário geral da arquidiocese paquistanesa e diretor da Comissão “Justiça e Paz”, padre Saleh Diego, destaca: “Para responder ao chamado do Papa Francisco, para enfrentar juntos a crise ecológica, cuidar da criação e da humanidade, todas as paróquias e instituições católicas de Karachi celebraram esta Semana especial, por ocasião do 5º aniversário de publicação da Laudato si’”.

Comissão “Justiça e Paz” e Caritas Karachi

A Comissão “Justiça e Paz” e a Caritas de Karachi difundiram juntas a mensagem da encíclica entre os fiéis muçulmanos, hindus, siques, baha’is, visitando seus lugares de culto e associando-a à sensibilização para enfrentar a Covid-19.

A Igreja católica convidou todos os líderes religiosos a unir os esforços no cuidado da nossa “Casa comum”, a mãe terra, como é descrito na carta encíclica do Papa Francisco.

Construir pontes e boas relações entre as religiões

O diretor acrescenta: “Considerando os ensinamentos inspiradores e os valores sociais da Laudato si’, devemos agir em prol da solidariedade global, construindo boas relações e pontes entre as religiões”.

Padres, religiosos e voluntários leigos católicos visitaram ao longo da Semana em Karachi várias mesquitas, escolas islâmicas, igrejas, templos de diferentes credos entregando cópias da encíclica em língua urdu.

Laudato si’, um forte convite à unidade e à fraternidade

O ativista da comunidade hindu Ravi Dass Vaghela agradeceu à Comissão “Justiça e Paz” e à Caritas, declarando: “A Laudato si’ é realmente uma carta inspiradora que nos convida a proteger nossa mãe terra. Devemos pensar: qual futuro queremos para nossos filhos?”

“O texto – continua ele – pede a todas as organizações que colaborem para a transformação do nosso mundo e que enfrentem juntas os desafios que atingem o ambiente direta ou indiretamente. É um forte convite à unidade e à fraternidade”.

26 maio 2020, 11:48