Busca

Vatican News

Coronavírus. Papua Nova Guiné é colocada sob o manto da Mãe de Deus

O núncio apostólico em Papua Nova Guiné e Ilhas Salomão, dom Vayalunkal, colocou também o serviço e preciosa missão dos Salesianos sob a proteção da Virgem Maria, convidando os filhos de Dom Bosco a estar “sempre prontos para cumprir a missão de serviço e proximidade aos necessitados”. O arcebispo agradeceu à Família salesiana recordando os 40 anos de presença dela em Papua Nova Guiné e a relevante contribuição dada no campo da instrução

Cidade do Vaticano

Ouça e compartilhe

Oceania. A festa de Nossa Senhora Auxiliadora – liturgicamente celebrada em 24 de maio – foi ocasião para consagrar Papua Nova Guiné ao Senhor e colocá-la sob o manto amoroso da Mãe de Deus, no tempo difícil da pandemia: foi o que disseram à Fides sacerdotes, religiosos, irmãs e leigos da Família Salesiana, reunidos na segunda-feira, 25 de maio, para celebrar a festa da Padroeira, um dia após o domingo da Ascensão do Senhor.

Dado que na nação situada ao no norte da Austrália foram flexibilizadas as medidas para contrastar a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, também participaram da celebração o núncio apostólico para Papua Nova Guiné e Ilhas Salomão, arcebispo Kurian Mathew Vayalunkal, e o bispo de Vanimo, dom Francis Meli.

Recordados os 40 anos dos Salesianos em Papua Nova Guiné

Após uma novena celebrada em muitas igrejas, paróquias e comunidades locais, a Família salesiana teve a oportunidade de encontrar-se, rezar, partilhar, no espírito de proximidade, amizade e caridade fraterna, afirmou à referida agência missionária da Congregação para a Evangelização dos Povos padre Ambrose Pereira, do Setor para as Comunicações Sociais da Igreja local.

O núncio apostólico agradeceu à Família salesiana, reunida para a festa, recordando os 40 anos de presença dos Salesianos em Papua Nova Guiné e a relevante contribuição dada no campo da instrução técnica e profissional aos jovens do país.

O serviço e preciosa missão sob a proteção da Virgem Maria

O núncio apostólico em Papua Nova Guiné e Ilhas Salomão recordou o religioso da Sociedade Dom Bosco (SDB), padre Valeriano Barbero, missionário pioneiro que deu início aos trabalhos com o primeiro instituto em Araimiri.

O arcebispo concluiu colocando novamente este serviço e esta preciosa missão sob a proteção da Virgem Maria, convidando os Salesianos a estar “sempre prontos para cumprir a missão de serviço e proximidade aos necessitados”.

28 maio 2020, 08:11