Busca

Vatican News
Velas acesas Velas acesas 

Castanhal: faleceu mais um sacerdote vitima da Covid-19

Levantamento feito pelos Presidentes das Comissões Regionais de Presbíteros em reunião hoje apresenta 106 Padres infectados e 14 mortos por Coronavírus no Brasil.

Castanhal

Dom Carlos Verzeletti, bispo da Diocese de Castanhal comunicou nesta quarta-feira o falecimento do padre Pe. Pedro Bodei no Hospital Magalhaes em Castanhal, depois de quatro paradas cardíacas, com covid-19. Reanimado por quatro vezes, enquanto se preparavam para começar a dialise que pudesse resolver o bloco renal, expirou. Eu, - escreveu Dom Carlos - com todo o Povo de Deus da Diocese de Castanhal choramos pela sua partida e fazemos nossa a dor de seus familiares, do Presbíterio e da Diocese de Brescia.

Nos sustenta a mesma fé que padre Pedro com entusiasmo e fidelidade sempre testemunhou e imensamente gratos pelo bem que ele semeou entre nós, o entregamos confiantes ao Pai de nosso Senhor Jesus Cristo na certeza que o acolherá no seu eterno abraço de luz e de amor e rezamos em sufrágio de sua alma.

Levantamento feito pelos Presidentes das Comissões Regionais de Presbíteros em reunião hoje apresenta 106 Padres infectados e 14 mortos por Coronavírus no Brasil

Dom Carlos Verzeletti emitou uma nota:

Caros irmãos,

Agradeço de coração a solidariedade e as orações de todos

nesta hora de despedida do nosso querido e amado Padre Pedro Bodei, vítima do covid-19.

Tinha acabado de celebrar seus 80 anos no dia 26 de abril passado e celebraria 56 anos de padre no próximo dia 20 de junho.

Presbítero da Diocese de Brescia, por 11 anos foi diretor da Casa de Exercícios Espirituais de Montecastello e por 14 pároco em duas paroquias.

Cheio de espirito missionário veio para o Brasil como "Fidei donum" trabalhando por 11 anos no Vale do Jequitinhonha na diocese de Araçuaí, 8 na Diocese de Conceição do Araguaia como Reitor do Seminário e 12 na Diocese de Castanhal como Diretor Espiritual dos seminaristas e padres, dos diáconos permanentes e assistente da Pastoral Familiar e das Equipes de Nossa Senhora.

Por sua serena e delicada escuta e por seu sábio aconselhamento era muitíssimo procurado como confessor e diretor espiritual. Através desse serviço que o ocupava quase por inteiro resgatou muita gente, restaurou casais e casamentos em crise, orientou e acompanhou muitos no amadurecimento e vivência de sua fé in Cristo Jesus.

Dou graças a Deus pela vida de comunhão que juntos vivenciamos em nossa casa nestes 12 anos na oração, na Palavra, na Pastoral e na mesa.

Ele que aqui foi muito próximo, padre amigo, irmão, conselheiro e solidário, agora do céu derrame abundante sobre nós e sobre nossa Amazônia que tanto amava, o espírito missionário que o animou e sustentou no seu rico ministério sacerdotal.

A partir desta tarde temos certamente no céu mais um santo missionário que intercede por nós.

A certeza da Feliz Ressurreição ilumina e transfigura toda nossa dor e nos impulsiona na fidelidade do nosso serviço.

Fraternalmente.

Dom Carlos

28 maio 2020, 09:17