Busca

Vatican News

Fechado hospital administrado pela Arquidiocese em Daca: funcionários em quarentena

Após tratar alguns pacientes supostamente com dengue, 22 membros da equipe médida do hospital administrado pela arquidiocese resultaram positivosnos testes para coronavírus. "Em se tratando de uma doença contagiosa e tendo apenas um prédio, fica difícil, dados os riscos, continuar operando", explicou padre Kamal Corraya, diretor executivo do hospital.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

O Hospital São João Vianney, administrado pela Arquidiocese de Daca – localizado na área de Tejgaon, centro da cidade e próximo da Igreja do Santo Rosário -  foi fechado em 29 de abril, após 22 pessoas terem resultado positivo para o coronavírus. Todos os funcionários estão agora em quarentena.

Padre Kamal Corraya, diretor executivo do hospital, confirmou o fechamento, mas não deu detalhes em relação aos funcionários contagiados.

"Havíamos tratado alguns pacientes com coronavírus - explicou o sacerdote à UCA News - então decidimos fechar temporariamente o hospital." Os pacientes com coronavírus às vezes não apresentam sintomas e, "em se tratando de uma doença contagiosa e tendo apenas um prédio - acrescentou ele - fica difícil, dados os riscos, continuar operando.” Por esse motivo, cerca de 60 funcionários foram colocados em quarentena.

Por sua vez, o Dr. Edward Pallab Rozario, consultor médico do hospital, explicou à UCA News que a equipe médica tratava alguns pacientes com dengue, mas ao serem submetidos a testes, resultaram positivos para o coronavírus. "Todos os médicos e profissionais de saúde foram aconselhados a fazer o teste - acrescentou o Dr. Rozario - e 22 deles resultaram positivo para a Covid-19, mas sem apresentar nenhum sinal ou sintoma da doença".

 Depois de conversar com o presidente do hospital, cardeal Patrick D'Rozario, "decidimos fechar o hospital a partir de 29 de abril". Somente depois de todos os testes necessários terem sido realizados, o hospital poderá reabrir. A equipe está agora em quarentena em casa e, para aqueles que não puderam, no hospital.

Em 5 de maio, Bangladesh registrava 10.143 casos Covid-19 e 182 mortes.

05 maio 2020, 09:11