Busca

Vatican News
Menino protegido por máscara carrega flores em Daca, capital do Bangladesh Menino protegido por máscara carrega flores em Daca, capital do Bangladesh  (ANSA)

Bangladesh: Igreja adere ao Dia Mundial de Oração e mantém mobilização diante da pandemia

A Caritas local, por exemplo, lançou uma extensa campanha de informação que alcançou quase 800.000 pessoas e distribuiu mais de 7,5 milhões de taka (cerca de 88.400 dólares) em dinheiro para ajudar mais de 4.000 famílias, além de kits médicos e produtos higiênicos para milhares de pessoas. No distrito de Khulna, membros do Movimento Estudantil Católico doaram arroz, lentilhas e batatas a mais de 300 famílias pobres que ficaram sem emprego e meios de subsistência.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

A Arquidiocese de Daca, Bangladesh, também participará do Dia de Oração e Jejum pela humanidade, convocado para 14 de maio pelo Alto Comitê para a Fraternidade Humana.

Em uma carta pastoral - citada pela Agência UCA News - o cardeal Patrick D'Rozario, arcebispo da capital, exorta os fiéis a participarem do dia, unindo-se espiritualmente em oração aos seus sacerdotes e praticando obras de caridade pelos mais necessitados, conforme solicitado por Papa Francisco durante o Regina Caeli em 3 de maio.

 

Na carta, o purpurado agradece a todos os católicos por sua "forte fé, amor e esperança" demonstradas nessas semanas: "Podemos vencer essa provação de fé confiando-nos a Deus", escreve. A mensagem também convida os fiéis a participar da semana "Laudato Sì", organizada pela Arquidiocese de 16 a 24 de maio, para sensibilizar sobre a questão da proteção da casa comum evocada pela Encíclica do Papa Francisco.

O cardeal D'Rozario também expressou gratidão pelo apoio dado pelos católicos e pelas organizações de caridade aos necessitados e pelas doações generosas ao fundo especial criado para a emergência.

Mais de 800 famílias em 25 paróquias já receberam ajuda com recursos do fundo, por meio de conselhos paroquiais e grupos de voluntários vicentinos, enquanto outras 1.800 famílias em 26 paróquias as receberão a partir de 15 de maio.

A Igreja Católica se mobilizou em todo país. A Caritas local, por exemplo, lançou uma extensa campanha de informação que alcançou quase 800.000 pessoas e distribuiu mais de 7,5 milhões de taka (cerca de 88.400 dólares) em dinheiro para ajudar mais de 4.000 famílias, além de kits médicos e produtos higiênicos para milhares de pessoas.

No distrito de Khulna, membros do Movimento Estudantil Católico doaram arroz, lentilhas e batatas a mais de 300 famílias pobres que ficaram sem emprego e meios de subsistência. (LZ)

11 maio 2020, 06:36