Busca

Vatican News
No encontro, os bispos também pediram a consagração das dioceses das Antilhas à proteção de Nossa Mãe, Maria, Mãe da Igreja e protetora dos enfermos, em 10 de maio de 2020, Dia das Mães. No encontro, os bispos também pediram a consagração das dioceses das Antilhas à proteção de Nossa Mãe, Maria, Mãe da Igreja e protetora dos enfermos, em 10 de maio de 2020, Dia das Mães.  (ANSA)

Rumo a um Sínodo da Igreja Católica nas Antilhas

Em um relatório apresentado pelo secretário-seral do Episcopado durante a Assembleia Plenária recém concluída, padre Donald Chambers explica que os bispos esperam que este Sínodo "promova uma identidade regional mais profunda entre todo o Povo de Deus". Para esse propósito foi criada uma equipe regional, liderada por Dom Clyde Harvey, bispo de Saint George's, em Granada, que deve projetar e implementar o processo que levará a esse evento inédito.

Vatican News

Ouça e compartilhe!

Um processo de planejamento em direção a um Sínodo Pan-Antiliano para guiar a missão da Igreja Católica nos próximos anos, foi a iniciativa mais importante discutida pelos bispos da Conferência Episcopal das Antilhas (AES) durante os trabalhos da 64ª Assembleia Plenária Anual, realizada de 26 de abril a 1° de maio, em modo virtual.

Em um relatório apresentado pelo secretário-geral do Episcopado, padre Donald Chambers explica que os bispos esperam que este Sínodo "promova uma identidade regional mais profunda entre todo o Povo de Deus". Para esse propósito foi criada uma equipe regional, liderada por Dom Clyde Harvey, bispo de São Jorge, em Granada, que deve projetar e implementar o processo que levará a esse evento inédito.

A nota publicada pelo jornal Catholic News da Arquidiocese de Port of Spain, em Trinidad e Tobago, destaca que a evangelização da Igreja doméstica,  o cuidado pastoral com os desempregados - especialmente diante do desafio da Covid-19 -, o cuidado pastoral e a evangelização dos jovens e a educação sobre o cuidado da Terra, são as quatro prioridades pastorais identificadas pelos bispos da região.

Entre outros temas, foi analisada a situação de estagnação após as controversas eleições na Guiana com a subsequente instabilidade política. Da mesma forma, os quatro bispos que participaram do Sínodo para a Amazônia, em outubro de 2019, apresentaram um longo relatório no qual pediram à Igreja regional que desenvolva uma consciência que enfatize a ligação entre ecologia natural, respeito pela natureza e ecologia humana. "Essa conexão – lê-se na nota - é particularmente importante devido à proximidade da nossa região com a região amazônica".

Outras preocupações levantadas na reunião foram a promoção dos direitos dos pobres, os direitos dos povos indígenas e a salvaguarda da dignidade dos mais vulneráveis.

No encontro, os bispos também pediram a consagração das dioceses das Antilhas à proteção de Nossa Mãe, Maria, Mãe da Igreja e protetora dos enfermos, em 10 de maio de 2020, Dia das Mães.

A Plenário também confirmou a reeleição da atual presidência do episcopado com Dom Gabriel Malzaire, bispo de Roseau (Dominica), Dom Charles Jason Gordon, arcebispo de Port of Spain (Trinidad e Tobago) e Dom Gerard County, bispo de Kingstown (São Vicente e Granadinas), respectivamente presidente, vice-presidente e tesoureiro. Também foi confirmadopadre Chambers como secretário geral por um período três anos

Por fim, o episcopado das Antilhas decidiu adiar alguns eventos regionais originalmente agendados para 2020, como a Assembleia da Juventude sobre a Vida Familiar, o Encontro da Sociedade de Direito Canônico, a reunião da Associação dos Dirigentes Financeiros Diocesanos do Caribe e participação no Congresso Eucarístico Internacional.  (ATD)

06 maio 2020, 06:42