Busca

Vatican News
!ncluamos em nossas orações aqueles que, apesar da opressão, testemunham fielmente sua fé", pediu Dom Ludwig Schick !ncluamos em nossas orações aqueles que, apesar da opressão, testemunham fielmente sua fé", pediu Dom Ludwig Schick  (AFP or licensors)

Bispos convidam alemães a rezar pela Igreja na China em 24 de maio

O Dia Mundial de Oração pela Igreja na China foi introduzido em 2007 pelo Papa Bento XVI. O Papa Francisco também pede que "cada comunidade católica local ao redor do mundo" possa "acompanhar nossos irmãos e irmãs na China com fervorosa oração e amizade fraterna".

Vatican News

Ouça e compartilhe!

"Esta ajuda internacional é um testemunho impressionante da solidariedade eclesial dos católicos chineses. Consideram-se parte da Igreja universal."

Em um artigo publicado no site da Conferência Episcopal alemã, o arcebispo de Bamberg, Dom Ludwig Schick, agradece à Igreja na China pela ajuda enviada durante a Fase 1 da crise do coronavírus e pede oração pela Igreja na China no domingo, 24 de maio.  

O Dia Mundial de Oração pela Igreja na China foi introduzido em 2007 pelo Papa Bento XVI. O Papa Francisco também pede que "cada comunidade católica local ao redor do mundo" possa "acompanhar nossos irmãos e irmãs na China com fervorosa oração e amizade fraterna".

 

Os bispos alemães uniram-se a esse pedido do Santo Padre e conclamam os católicos na Alemanha a rezar pela Igreja na China.

"Com generosas doações nos primeiros meses da pandemia de coronavírus, os católicos na China não somente apoiaram seus compatriotas, mas também enviaram ajuda para várias partes do mundo. Nossas irmãs e irmãos na China deram uma expressão ativa à sua caridade e deram um grande testemunho de sua fé profundamente enraizada - disse ainda o prelado. Incluamos em nossas orações aqueles que, apesar da opressão, testemunham fielmente sua fé".

Somente por meio da organização de assistência católica Jinde Charities, quase dois milhões de euros em doações dos católicos chineses poderiam ser disponibilizados para os socorros na China. Posteriormente, o auxílio foi estendido a nível internacional: no final de abril, foram enviados materiais de socorro, no valor de mais de 1,5 milhão de euros, primeiro para a Coreia e depois para o norte da Itália.

Em 24 de maio de cada ano, por ocasião do Dia de Oração pela China, realiza-se a tradicional peregrinação ao maior santuário mariano chinês, Sheshan, perto de Xangai. Este ano, como em muitas outras partes do mundo, as peregrinações e procissões marianas são proibidas devido à pandemia de coronavírus. (RB)

20 maio 2020, 14:08