Busca

Vatican News
"Nós, bispos católicos de Zâmbia, acreditamos firmemente que podemos mitigar o sofrimento dos pobres e vulneráveis compartilhando os recursos de que dispomos ", afirmou o bispo de Monze "Nós, bispos católicos de Zâmbia, acreditamos firmemente que podemos mitigar o sofrimento dos pobres e vulneráveis compartilhando os recursos de que dispomos ", afirmou o bispo de Monze 

Em Zâmbia, bispos criam Fundo para socorrer vítimas do Covid-19

A Igreja em Zâmbia administra 59 unidades de saúde nas 10 províncias do país. Destes, 22 são hospitais e 37 são centros de saúde rurais. Casas de idosos, orfanatos e hospícios também receberão ajuda. O Fundo será usado para apoiar programas da Igreja que não se ocupem apenas dos doentes, mas também dos idosos, pessoas com deficiências físicas e mentais, órfãos e indigentes.

Vatican News

A Conferência dos Bispos Católicos de Zâmbia (ZCCB) instituiu um Fundo para fazer frente à emergência do coronavírus.

Ouça e compartilhe!

Os recursos serão utilizados para financiar a prevenção e para fornecer apoio às estruturas de saúde, anunciou em uma coletiva de imprensa Dom Moses Hamungole, bispo de Monze, que precisou que o Fundo será usado para apoiar programas da Igreja que não se ocupem apenas dos doentes, mas também dos idosos, pessoas com deficiências físicas e mentais, órfãos e indigentes.

"Este fundo se somará aos esforços feitos pelo governo - explicou o arcebispo Hamungole -. Por isso, exortamos nossos fiéis católicos e outras pessoas de boa vontade a contribuírem com generosidade".

O prelado também exortou os fiéis a terem esperança neste momento especial em que celebramos a Páscoa da Ressurreição do Senhor.

Nestes dias a Conferência Episcopal - relata o Blog Amecea News - recebeu doações de alimentos e produtos de higiene que serão distribuídos aos mais pobres e vulneráveis.

"No ano passado, fomos atingidos pela seca nas províncias de Lusaka, o que causou escassez de alimentos - disse o bispo de Monze -. Para piorar a situação, este ano, no norte do país, houve inundações que atingiram as lavouras, deixando muitas pessoas em dificuldade. Como vamos sobreviver ao Covid-19 agora?”, questiona.

"Nós, bispos católicos de Zâmbia, acreditamos firmemente que podemos mitigar o sofrimento dos pobres e vulneráveis ​​compartilhando os recursos de que dispomos - continuou o prelado. Aqueles que têm mais podem ajudar aqueles que têm menos. Devemos garantir que haja assistência médica imediata para todos os pacientes, incluindo os do Covid-19".

A Igreja em Zâmbia administra 59 unidades de saúde nas 10 províncias do país. Destes, 22 são hospitais e 37 são centros de saúde rurais. Casas de idosos, orfanatos e hospícios também receberão ajuda.

19 abril 2020, 06:33