Busca

Vatican News
2019.04.19 Passione di Gesù Cristo,  Ecce Homo,  Crocifisso  venerdi santo

Sexta-feira da Paixão: coronavírus, somos humanamente marcados pela vulnerabilidade

Jesus segue para o Calvário, carregando a cruz nas costas, o peso dos nossos pecados. Estamos carregando hoje o peso da cruz desse tempo marcado pelo Covid-19.

Mariangela Jaguraba - Cidade do Vaticano

A Igreja recorda nesta Sexta-feira Santa a Paixão e Morte de Jesus. Este é um dia santo diferente, marcado pela pandemia de Covid-19 que impede as pessoas de se reunirem para celebrar o mistério da Paixão de Cristo, como se faz habitualmente na Semana Santa.

Jesus segue para o Calvário, carregando a cruz nas costas, o peso dos nossos pecados. A sua morte é o preço da nossa salvação.   Quantas pessoas hoje carregam a cruz da doença, neste tempo de coronavírus. Morrem nos hospitais sem a presença de uma pessoa da família que lhe esteja próximo no momento da morte. Quantos médicos e enfermeiros estão arriscando suas vidas, trabalhando horas sem descanso, numa corrida contra o tempo para salvar a vida dessas pessoas.

O arcebispo de Montes Claros, dom João Justino de Medeiros Silva, presidente da Comissão para a Cultura e a Educação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), nos ajuda a refletir sobre o significado desta Sexta-feira da Paixão, nesse contexto de coronavírus.

Ouça a mensagem de dom João Justino para esta Sexta-feira da Paixão
10 abril 2020, 10:35