Busca

Vatican News

Mostra online celebra a Catedral Notre-Dame de Paris

Mais de cem reproduções de obras de arte de todas as épocas podem ser visualizadas online em homenagem a um dos símbolos da França e da Europa: a Catedral de Notre-Dame, devastada em 15 de abril de 2019 por um incêndio.

Vatican News

Mais de cem reproduções de obras de arte de todas as épocas disponíveis online para homenagear um símbolo da França e da Europa: a Catedral de Notre-Dame de Paris, atingida por um incêndio há um ano, em 15 de abril de 2019.

Símbolo de uma nação

 

A história do local de culto mariano, um verdadeiro farol espiritual para a cidade de Paris há oitocentos anos e declarado Patrimônio Mundial da UNESCO, é revista por uma mostra na web organizada pela Paris Musées, a associação de museus da capital. O objetivo é reconstruir a história da Notre-Dame, recordando os eventos testemunhados por este verdadeiro monumento.

Pinturas, gravuras, ilustrações, fotografias, textos de Charles Le Brun, Victor Hugo, Eugène Atget e Brassaï, apenas para citar alguns nomes, formam o núcleo desta exposição virtual. Para muitas das obras, o download é gratuito.

A iniciativa intitulada “Notre-Dame de Paris en plus de 100 oeuvres. Histoire singulière d’une cathédrale devenue le symbole d’une nation”, é precursora da exposição “Notre-Dame de Paris di Victor Hugo a Eugène Viollet-le-Duc” que, assim que a emergência do coronavírus terminar, será montada na Cripta arqueológica da Île de la Cité, fechada por um ano, após o sinistro.

Fé que move montanhas permitirá reconstrução

 

“As pedras da Catedral de Notre-Dame – havia escrito o arcebispo de Paris, Dom Michel Aupetit em 16 de abril de 2019, um dia após o incêndio - são o testemunho da esperança inabalável de que, por meio do talento, da coragem, da genialidade e da fé dos construtores, ergueu um monumento de pedras, madeira e vidro. A fé que move as montanhas nos permitirá reconstruir esta obra-prima”.

Precisamente durante a recente Semana Santa, fazendo referência ao significativo papel central de Notre-Dame para a Igreja parisiense, Dom Aupetit venerou a relíquia da Santa Coroa de Espinhos, salva das chamas.

Na quarta-feira, 15, no jornal La Croix, o arcebispo comparou a Notre-Dame a "um navio que atravessa os séculos. Reúne a memória de nossos pais, volta nossos olhos para a esperança do Reino. Convida o homem a peregrinar e impede a história de se fechar-se na ilusão de uma salvação mundana, de uma progressismo que corre freneticamente para o nada".

Após o final do período de quarentena, a Arquidiocese francesa também planeja exibir uma seleção de mais de 50 desenhos, dos 6.000 recebidos, feitos por crianças de todo o mundo que responderam ao convite da Igreja Católica para desenhar Notre-Dame, no âmbito da iniciativa "Draw me Notre Dame".

Símbolo de resiliência

 

No aniversário do incêndio, o primeiro ministro francês Emmanuel Macron anunciou a reconstrução da catedral em cinco anos.

Desde 16 de março passado, o canteiro de obras foi fechado devido ao Covid-19 e a restauração propriamente dita ainda não começou, mas - acrescentou Macron - “isso diz respeito a todos nós, porque se refere a um símbolo da resiliência de nosso povo, de sua capacidade de superar as provas e levantar-se novamente".

Confirmando a devoção dos franceses pela Notre-Dame, mais de 3,3 milhões de telespectadores assistiram terça-feira na TV ao documentário sobre o canteiro de obras, transmitido pela emissora pública France 2.

Photogallery

Algumas das imagens disponíveis na mostra online
17 abril 2020, 09:13