Busca

Vatican News
As Misericórdias não esquecem nem mesmo os sem-teto, que são acompanhados e ajudados para que possam enfrentar esta emergência As Misericórdias não esquecem nem mesmo os sem-teto, que são acompanhados e ajudados para que possam enfrentar esta emergência  (AFP or licensors)

"Misericórdia" ativa em toda a Itália com 16 mil voluntários

Transferência de pacientes, assistência aos idosos, pessoas com deficiência, pessoas em dificuldades econômicas, àqueles contagiados com o Covid-19 ou estão em quarentena em sua casa, entrega à domicílio de mantimentos e remédios, atividades online para crianças. Estas são algumas das atividades desenvolvidas na Itália pelos voluntários das "Misericórdias".

Vatican News

São mais de 16 mil os voluntários das Misericórdias na Itália, comprometidos em inúmeras atividades na emergência de coronavírus, mas também no apoio aos mais frágeis e solitários.

Em fevereiro e março, foram oferecidas mais de 250.000 horas de serviço. Entre as atividades mais complexas estão as da Lombardia, onde, além da ação de todas as Misericórdias locais e das outras associações pertencentes à "Rede Misericórdia e Solidariedade", se alternaram outras 24 equipes de apoio de várias regiões da península, com um total de 50 outras pessoas.

Nesse contexto, as Misericórdias com homens e veículos também providenciaram a transferência de 25 pacientes para outros hospitais italianos. Particularmente complexo foi o trabalho na Sala Situação Nacional em Pistoia, que, em pouco tempo, precisou formar uma equipe para encontrar um meio de transporte adequado, motorista, socorrista, médico e enfermeiro.

A transferência mais recente foi realizada pela Misericórdia de Arese, que acompanhou pacientes positivos para o Covid-19 dos hospitais de Milão ao aeroporto de Bergamo, onde um avião da Luftansa os levou para a Alemanha.

Juntos com os voluntários que operam em situações de emergência, estão as Irmãs e Irmãos que trabalham na Sala Situação Nacional e nas Salas Situações Regionais, que se alternam continuamente para responder às necessidades da Proteção Civil Nacional.

 A Misericórdia, nesse período, também reforçou a assistência aos idosos, pessoas com deficiência, pessoas em dificuldades econômicas, mas também àqueles que apresentaram resultado positivo para coronavírus ou estão em quarentena em sua casa.

A assistência varia desde a entrega à domicílio de mantimentos, de remédios e dispositivos de saúde, até o desembaraço de documentos, do suporte material ao suporte psicológico.

As Misericórdias não esquecem nem mesmo os sem-teto, que são acompanhados e ajudados para que possam enfrentar esta emergência.

Nestes dias, muitas Confraternidades não esquecem das crianças: nas redes sociais há muitos voluntários que contam histórias, além de ser possível admirar pequenas exposições de desenhos e verdadeiras obras de gênios.

E não falta o trabalho de apoio nas atividades de limpeza, visto que no momento o serviço de segurança sanitária nos aeroportos está suspenso.

Os serviços de acompanhamento habituais para pacientes em diálise, exames médicos urgentes e 118 para pacientes não cobertos, também continuam.

04 abril 2020, 09:58